PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Ministério Público manda Prefeitura prender quem fraudar vacinação em Guarulhos

Jussara Sonner - veterinária
Foto: Reprodução
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

Promotor de Justiça oficiou Prefeitura para que oriente servidores a chamar PM ou GCM e efetuar a prisão em flagrante

O promotor de Justiça Nadim Mazloum, representante do Ministério Público do Estado de São Paulo em Guarulhos, enviou um ofício à Prefeitura de Guarulhos, na segunda-feira (5), em que pede a prisão de quem for pego em flagrante durante tentativa ou fraude da vacinação em Guarulhos.


A orientação do MP ocorre por conta de um caso que ganhou notoriedade na semana passada, em que a médica veterinária Jussara Sonner, moradora de Arujá, mostrou ter tomado uma terceira dose da vacina contra a covid-19 em Guarulhos.

“Sem prejuízo, a municipalidade deverá orientar os servidores a, em caso de
tentativas de fraudes semelhantes, acionar a polícia militar ou a guarda municipal, e
efetuar a prisão em flagrante com a imediata condução do infrator à delegacia de polícia
mais próxima”, diz o ofício emitido pelo promotor.

A médica divulgou a fraude em suas próprias redes sociais, como se não houvesse crime em seu ato, e ainda debochou do último local em que foi vacinada.

Jussara já tinha recebido duas doses da vacina Coronavac, também em Guarulhos, e aproveitou uma brecha no sistema para tomar uma terceira dose, desta vez da Janssen.

“Fui em um bairro meio que de favela em Guarulhos, onde não havia computadores para verificação online. Uma sorte! Anotaram meus dados numa folha timbrada. Quando cair no sistema será tarde demais”, afirmou.

Em uma live após o ocorrido, o prefeito Guti (PSD) considerou o comportamento da médica como “inaceitável, criminoso e de má fé com a sociedade, pois tira a vez de alguém se vacinar”.

A Prefeitura apresentou uma representação criminal contra Jussara no Ministério Público do Estado. Nesta semana, a gestão municipal deve ingressar com ação civil pública, com pedido de ressarcimento financeiro à veterinária.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
COMENTÁRIOS
VEJA TAMBÉM