fbpx
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Direto da Cozinha: Pão, o alimento da vida

Pão
Foto: Márcio Monteiro
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

“Eu sou o pão da vida”. “Se não têm pão, que comam brioches”. “Pão e circo”. “O pão nosso de cada dia nos dai hoje”

Não existe alimento, cuja história esteja tão ligada à sociedade.

Mas qual a origem do pão?

A história do pão é antiga. Ele teria surgido há mais de 6 mil anos, quando os egípcios descobriram a fermentação do trigo. Ali ele era considerado um alimento básico e era um símbolo de poder. Os pães preparados com trigo de qualidade superior eram destinados apenas aos ricos. Os egípcios se dedicavam tanto ao pão que se tornaram conhecidos como “comedores de pão”.

“É importante lembrar da importância que o pão tem para a humanidade. Desde os primórdios, os grãos eram consumidos de forma bruta, comidos crus. Posteriormente, alguns historiadores falam que, por acidente, os pães – que eram formados numa pasta mascada na boca, pasta essa feita de mingau – caíram em cima de uma pedra quente, em uma fogueira e, a partir dali se gerou uma massa assada.

Quando o homem começa a controlar o processo de fermentação, a técnica de fazer pão se aprimorou e se espalhou pelo mundo. No começo da história, tinha muita rejeição àquilo que fermentava porque dava ideia que estava estragando. Quando se teve controle, com Pasteur (Louis Pasteur, cientista francês, 1822-1895), que foi um estudioso que conseguiu controlar e entender o processo fermentativo, essa ação da fermentação passou a se propagar de forma mais controlada, mais industrial.

O pão no Brasil pode ter surgido no Rio de Janeiro. Ou em São Vicente, no litoral paulista. Mas há poucos dados ou registros sobre isso. Com isso, a padaria que ficou conhecida como a mais antiga do Brasil é a Santa Tereza, localizada na região da Praça da Sé, em São Paulo, fundada em 1872.

A receita desta semana é de Pão Integral, mas,  qual a diferença entre a farinha integral ou farinha branca?

A farinha Branca passa por um refinamento, podendo perder alguns nutrientes importantes, já a farinha integral não passa por este processo.

A farinha de trigo integral é metabolizada mais lentamente pelo organismo, ou seja, ela é transformada em energia de forma mais lenta quando comparada à farinha de trigo branca. Além disso, as fibras presentes na opção integral ajudam no bom funcionamento do organismo.

Pão é vida

Fonte: Agência Brasil

PÃO INTEGRAL

INGREDIENTES

  • 540g de farinha de trigo integral (aproximadamente 4 xícaras e 1/2)
  • 10 g de fermento biológico seco instantâneo (1 colher de sopa)
  • 30 g de Açúcar mascavo (2 colheres de sopa)
  • 320 ml de água (1 xícara e 1/3)
  • 80 ml de Azeite de oliva (1/3 de xícara)
  • 10 g de sal (2 colheres de chá)
  • 80 g de farinha de aveia integral (1 xícara)
  • 2 colheres de sopa de semente de linhaça

INSTRUÇÕES DE PREPARO

  1. Coloque na tigela da batedeira, ou em uma tigela se for fazer manual, 3/4 da farinha de trigo integral, o fermento e o açúcar mascavo.
  2. Misture.
  3. Acrescente a farinha de aveia integral, o sal, a linhaça, o azeite
  4. Ligue a batedeira com o gancho em velocidade baixa para incorporar os ingredientes, ou comece a misturar com uma colher ou garfo.
  5. Se for preciso desligue a batedeira e limpe as laterais
  6. Acrescente aos poucos o restante da farinha.
  7. O mais importante é que fique uma massa levemente pegajosa, porém, que desgrude das mãos.
  8. Deixe bater por aproximadamente 10 minutos.
  9. Caso faça na mão, vai demorar uns 15 minutinhos.
  10. Unte uma forma com azeite, use uma fôrma de bolo inglês.
  11. Despeje a massa da batedeira ou tigela em uma superfície enfarinhada e modele  no formato da sua fôrma.
  12. Coloque delicadamente dentro da fôrma já untada.
  13. Deixe-o descansar em local quente sem corrente de ar por, pelo menos 30 minutos ou até dobrar de volume.
  14. Asse o pão em forno pré-aquecido à 180°C por aproximadamente 45 minutos.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM