PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Tony Auad: Rafael Ilha e a esposa são condenados por tráfico de armas

Rafael Ilha e a esposa
Foto: reprodução/Instagram
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

Ex-polegar e a esposa foram detidos com uma espingarda calibre 12 e 50 cartuchos de munições proibidas em 2014

Hoje inicio a minha coluna comentando a condenação do ex-polegar Rafael Ilha e sua esposa Aline Kezh Felgueira por tráfico de armas e munições internacionais, no qual o casal deverá ser intimado nos próximos dias. 


O integrante do Grupo Polegar e sua mulher tiveram a sentença decidida pela 8º Turma do Tribunal Regional Federal da 4º Região (TRF4). A coluna apurou que Rafael Ilha contesta essa decisão.

Segundo informações seguras, a denúncia ainda tem brecha para recursos conforme o relatório do processo, Rafael Ilha deve cumprir pena de dois anos e dois meses de reclusão com acréscimo de multas.

Já a pena de Aline é de dois anos mais multa. Em 2014, Rafael e Aline foram detidos em flagrante no momento em que atravessavam a Ponte da Amizade próximo a fronteira entre Brasil e Paraguai em Foz de Iguaçu (PR).

O casal foi preso com uma espingarda calibre 12 e 50 cartuchos de munições proibidas conforme o relatório final do processo Nº 5015372-0720144047002\TRF, ao qual a coluna teve acesso com exclusividade.

Segundo a defesa, a autoria processual é delitiva e inequívoca, recaindo sobre os réus, pois os mesmos confessaram que a arma e munições foram encontradas em poder de Aline Kez, esposa de Rafael Ilha. 

Segundo o Desembargador Federal Carlos Eduardo Thompson  Flores e relator do caso, cabe recursos, porque o processo não tramitou em julgado. Porém, não é a primeira vez que Rafael Ilha responde processo e ele já foi detido várias vezes por conta do seu vício com drogas.

Frase Final: 

“A verdade às vezes dói, mas é a parte principal de uma decisão”. 

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
COMENTÁRIOS
VEJA TAMBÉM