PUBLICIDADE

Error: Embedded data could not be displayed.

Quero acabar com desmatamento ilegal até 2030, diz Bolsonaro em Cúpula do Clima

Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Bolsonaro
Foto: reprodução/Youtube

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Error: Embedded data could not be displayed.

Levantamento mostra que Brasil lidera desmatamento ilegal no mundo; (Veja o vídeo do discurso do presidente)

Pressionado constantemente pela troca do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, e pela política ambiental polêmica adotada em seu governo, o presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido) afirmou a líderes mundiais, durante a Cúpula do Clima, nesta quinta-feira (22), que pretende acabar com o desmatamento ilegal até 2030.

“Destaco aqui o compromisso de eliminar o desmatamento ilegal até 2030 com a plena e pronta aplicação do nosso código florestal. Com isso reduziremos em quase 50% nossas emissões [de carbono] até esta data”, disse o presidente.

Ele ressaltou que pretende duplicar os recursos destinados para ação de fiscalização e disse ainda que é preciso melhorar a vida de mais de 23 milhões de brasileiros que vivem na Amazônia, rica em recursos naturais, mas com baixos índices de desenvolvimento social.

A promessa já havia sido feita ao presidente dos Estados Unidos da América, o democrata Joe Biden, em carta enviada pelo governo brasileiro.

No discurso de hoje, o presidente afirmou que o Brasil está na vanguarda do combate ao aquecimento global e que somente nos últimos 15 anos o país evitou o envio de 7,8 bilhões de toneladas de carbono para a atmosfera.

De acordo com levantamento da Global Forest Watch, o Brasil lidera a lista anual de perdas de floresta primária, com o total de 1,7 milhão de hectares perdidos em 2020, mais de três vezes em relação ao segundo colocado. A perda de floresta primária no Brasil aumentou em 25% no ano de 2020, em comparação com o ano anterior.

Segundo a Global Forest Watch, a maior parte da perda de floresta tropical brasileira se deu na Amazônia. O bioma teve aumento de 15% em sua área devastada em relação ao ano anterior, totalizando 1,5 milhão de hectares.

PUBLICIDADE

Previous
Next

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Error: Embedded data could not be displayed.
COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
COMENTÁRIOS
VEJA TAMBÉM