PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Polícia pede prisão de pai e filho suspeitos de matar parente após briga por imóvel em Cumbica

José Hamilton e Gean Alex estão foragidos (Foto: Reprodução Facebook)
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

José Hamilton e Gean Alex participaram do assassinato de Wilton José, 54 anos, e ainda estão foragidos

A Polícia Civil de Guarulhos pediu a prisão temporária de José Hamilton Gomes e do filho dele, Gean Alex Lemos Gomes, suspeitos da morte do autônomo Wilton José de Oliveira, de 54 anos, em 16 de junho. Os dois que são cunhado e sobrinho da vítima, respectivamente, estão foragidos. 


O crime ocorreu após uma disputa familiar por uma casa localizada na rua Marmelópolis, em Cumbica. Pai e filho pretendiam montar uma tabacaria no local, mas foram surpreendidos com a mudança de uma das filhas de Wilton José.  

O comerciante Wilton foi morto ao proteger a filha. (Foto: Reprodução)

A vítima foi morta por José Hamilton e Gean Alex por defender a filha, Thayná Gomes, de 23 anos, das agressões dos dois suspeitos. Thayná havia se mudado recentemente para o imóvel com o marido Wellington Sena, 27 anos, e a filha de 1 ano e 7 meses.

Pai e filho foram até o local com intenção de colocar fogo na casa junto com um terceiro homem que não foi identificado pela polícia até o momento. 

Wilton acabou sendo baleado na cabeça após ser segurado por José Hamilton para que o filho atirasse. Wellington recebeu disparos na barriga e no braço e sobreviveu.

O caso é investigado pelo Setor de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP) de Guarulhos que continua na busca pelos suspeitos que moram na região do São João.

Quem tiver informações sobre o paradeiro dos dois suspeitos pode ligar no 190.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
COMENTÁRIOS
VEJA TAMBÉM