“Não entrei no governo para servir a um mestre. Entrei para servir ao país”, diz Moro

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
O presidente Jair Bolsonaro, acompanhado do ministro Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, visita o Centro Integrado de Inteligência e Segurança Pública da Região Sul (CIISPR-Sul), em Curitiba (PR). FOTO: Marcos Côrrea/PR/Agência Brasil

Em entrevista para a revista Time, o ex-ministro da Justiça Sergio Moro disse que deixou o governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) porque não vislumbrava na gestão um compromisso sério de combate à corrupção.

“Eu não entrei no governo para servir um mestre. Entrei para servir o país, a lei”, disse Moro. Ele ressaltou que nunca teve a intenção de prejudicar o governo, mas que não poderia sair sem explicar o motivo.

Moro afirmou que a aproximação de Bolsonaro com o Centrão e o fato de seus projetos do pacote anticrime terem sido alterados de forma expressiva pesaram para sua decisão, que teve como pivô a demissão de Maurício Valeixo da direção da Polícia Federal.

“Tudo isso começou a desgastar ou drenar o significado, minha permanência no governo. Não posso estar no governo se não tiver um compromisso sério com a corrupção e o estado de direito”, disse.

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram

Comentários...

Veja também...

- PUBLICIDADE -

Error: Embedded data could not be displayed.