fbpx
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Ministério da Agricultura interdita fábrica de petiscos em Guarulhos após morte de cães

Foto: Reprodução
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

A Polícia Civil de Minas Gerais já identificou nove cachorros mortos, sendo dois em São Paulo

O Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) determinou, nesta sexta-feira (2), a interdição da fábrica Bassar Indústria e Comércio Ltda, localizada na Cidade Industrial Satélite, após investigação da Polícia Civil de Minas Gerais identificar nove cachorros mortos após ingerirem os petiscos da empresa.

A equipe de fiscalização do Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal do Mapa esteve na tarde desta sexta-feira (2) e estabeleceu o recolhimento nacional de todos os lotes de produtos da empresa, em razão da suspeita fundamentada de ocorrência de produtos contaminados. Até o momento, os produtos com suspeita de contaminação são o Every Day sabor fígado (lote 3554) e o Dental Care (lote 3467). 

Ministério da Agricultura interdita fábrica de petiscos em Guarulhos após morte de cães
Foto: Reprodução

Segundo o ministério, o recolhimento dos produtos deve ser feito pela empresa e os produtos devem ficam apreendidos nos armazéns da própria empresa. O local ficará interditado “até que sejam apresentadas todas as informações requeridas pela fiscalização”.

Segundo a Polícia Civil de Minas Gerais, foram identificados nove cachorros mortos após ingerirem os petiscos da marca Bassar com suspeita de substâncias tóxicas. Seis mortes ocorreram em Belo Horizonte, uma em Piumhi (MG) e duas em São Paulo. A Bassar informa que não teve acesso ao laudo da polícia e que interrompeu a produção da fábrica (veja nota abaixo).

A medida é preventiva e poderá ser alterada em razão das informações que venham a ser obtidas com as investigações que estão sendo conduzidas, reforça o ministério.

O Mapa afirma que coletou as amostras dos produtos que estão sendo encaminhadas aos Laboratórios Federais de Defesa Agropecuária do Ministério para análise.

Outro lado

A empresa se pronunciou por meio de comunicado em seu site oficial. Confira o texto na íntegra:

A Bassar Pet Food informa que interrompeu a produção de sua fábrica até que sejam totalmente esclarecidas as suspeitas de contaminação de pets envolvendo lotes de seus produtos. A empresa também está contratando uma empresa especializada para fazer uma inspeção detalhada de todos os processos de produção e do maquinário em sua fábrica, em São Paulo.

De modo preventivo, a companhia já estava recolhendo os lotes de duas linhas de alimentos, mas procederá agora ao recolhimento de todos os produtos da empresa nacionalmente, conforme determinação do Ministério da Agricultura, Pecuário e Abastecimento.

A Bassar esclarece que ainda não teve acesso ao laudo produzido pela Polícia Civil de Minas Gerais, mas está colaborando totalmente com as autoridades desde o início dos relatos sobre os casos. A empresa enviou amostras de produtos para institutos de referência nacional para atestar a segurança e conformidade de seus produtos sob investigação.

Além disso, acionou todos os seus fornecedores para que façam o rastreamento dos insumos utilizados para afastarem a hipótese de algum tipo de contaminação.

A empresa está solidária com todos os tutores de pets – nossos consumidores e razão de nossa empresa existir. Somos os maiores interessados no esclarecimento do caso. Por isso, a empresa vem tomando todas as providências para investigação dos fatos. Os consumidores podem tirar dúvidas pelo e-mail [email protected]

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM