fbpx
PUBLICIDADE

Justiça defere candidatura e Jorginho Mota é eleito vereador pelo PTC

Jorginho Mota
Foto: reprodução/Facebook
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Com decisão, Mota assume cadeira de Ferreira (PTC)

A juíza Maria de Fátima Guimarães Pimentel de Lima, da 176ª Zona Eleitoral de Guarulhos, acatou recurso e deferiu a candidatura de Jorginho Mota (PTC), fato que o coloca como vereador eleito e retira a cadeira de Ferreira, do mesmo partido.

A decisão foi proferida na segunda-feira (30). Jorginho teve um problema com a entrega da documentação de sua participação no pleito eleitoral de 2020 dentro do prazo estipulado, mas a juíza ressaltou que “é certo que o Tribunal Superior Eleitoral e o Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo têm reiteradamente admitido a juntada de documentos, em sede de registro de candidatura, na fase recursal” e decidiu aprovar a candidatura de Jorginho.

Mota obteve 2.073 votos e foi o terceiro mais votado pela legenda. Com a sentença da Justiça Eleitoral, o candidato Ferreira (PTC) se torna o primeiro suplente do partido com 2.009 votos.

O PTC conquistou a terceira maior bancada do município, com três vereadores eleitos e um total de 43.049 votos até o momento. Por pouco a legenda não fez quatro cadeiras.

O partido ainda tem uma indefinição entre seus eleitos. O candidato Leandro Dourado (PTC) foi o eleito pelo PTC com a maior quantidade de votos (4.142) e tem seu lugar garantido, mas Vitor da Farmácia, que obteve 3.530 votos, está com o problema no deferimento de sua candidatura e aguarda o julgamento de um recurso. Neste momento, a terceira cadeira da sigla pertence a Wellinton Bezerra, com 2.021 votos.

Presidente do PTC Guarulhos e ex-vereador, que não concorreu ao cargo neste ano, Toninho Magalhães afirmou que “não montou um time, mas uma família”. O partido teve 51 candidatos (35 homens e 16 mulheres).

O partido chegou a ter 38 homens candidatos, mas foi estipulado um corte de três candidatos com base no número de filiações feitas ao partido por meio da indicação dos postulantes à Câmara Municipal.

De acordo com Magalhães, dos 10 vereadores eleitos pelo partido em São Paulo, três estão em Guarulhos. “Somos provavelmente a maior representação do PTC em um município brasileiro”, afirmou o presidente municipal.

Apesar de o Tribunal Superior Eleitoral ainda não ter atualizado as informações sobre os vereadores eleitos, o vereador Paulo Roberto (PTB) também conseguiu registrar sua candidatura, o que torna Gladys Betinho Acredito (PTB) a primeira suplente da legenda que teve Wagner Freitas como candidato a prefeito.

A advogada Márcia Taschetti também conseguiu o deferimento de sua candidatura e uma segunda vaga para o PP na Câmara, o que torna o Doutor Alexandre Dentista (PSD) primeiro suplente do partido do prefeito Guti.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM