fbpx
PUBLICIDADE

Guti cobra governador por buracos deixados pela Sabesp

Foto: Divulgação/PMG
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Prefeitura avalia multar empresa de economia mista pelas falhas

O prefeito de Guarulhos, Guti (PSD), aproveitou a inauguração do 15º Baep, no Parque Cecap, ontem (7), para cobrar o governador de São Paulo, Rodrigo Garcia (PSDB), pelos constantes buracos deixados pela Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo).

De acordo com Guti, a empresa de economia mista demora até 10 dias para realizar o tapa-vala, ou seja, cobrir os buracos deixados por ajustes na rede. Entretanto, o contrato com a Prefeitura prevê que o serviço seja executado em até 72 horas. Na prática, a Sabesp teria três dias para cobrir os buracos, mas o prazo sempre fica estendido.

Na cidade de São Paulo, a companhia foi multada em R$ 16 milhões por 617 recomposições asfálticas que não obedeceram aos critérios técnicos. Guti afirmou que não quer chegar ao ponto de multar a estatal, mas não descarta a medida. “O governador falou que uma das pessoas da Sabesp vai me ligar para resolver essa situação”, afirmou.

Em nota, a Sabesp afirmou que…

“executa a maioria dos seus serviços por métodos não destrutivos, a fim de reduzir os impactos na vida da cidade, já que assim a área a ser repavimentada é menor. A reposição de pavimento é feita com material que envolve os encanamentos para protegê-los, juntamente com reaterro e a devida compactação do solo, com retirada de impurezas como pedras e entulhos. A aplicação do material asfáltico é feita com temperatura adequada e nivelada com o pavimento”.

De acordo com a companhia, os serviços são refeitos em caso de reprovação.

“Esses testes são realizados conforme normas técnicas que fundamentam o procedimento. Os serviços de reposição têm garantia de 5 anos. As eventuais reclamações de clientes são tratadas com a devida correção.”

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM