fbpx
PUBLICIDADE

Guarulhos tem melhor condição de reabertura do que Capital, afirma Guti

Guti voltou a criticar decisão do Estado que favorece Capital (Foto: Reprodução)
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Prefeito voltou a criticar governador por não permitir maior flexibilização na cidade e favorecer cidade de São Paulo

O prefeito Guti (PSD) voltou a criticar a decisão do governador João Doria (PSDB) de permitir que cidades do ABC e a Capital tenham sido favorecidas com o avanço para a fase amarela do plano São Paulo, com permissão para reabertura de bares e restaurantes, e disse que Guarulhos tem índices muito menores de risco à vida e a contaminação do novo coronavírus.

“O governo do Estado alega alguns números, embora Guarulhos tenha números melhores, e a região do AltoTietê, a qual Guarulhos se insere, tenha vários números melhores, a gente não pode prosseguir para a fase 3”, disse o prefeito em live realizada neste domingo, 28.

De acordo com o prefeito, toda a região metropolitana de São Paulo deveria agir como um bloco único, já que a reabertura em qualquer cidade atrairia visitantes de municípios vizinhos que poderiam fazer uma transmissão intermunicipal de covid-19.

“A Capital de São Paulo tem número de contágios e de óbitos, maiores do que Guarulhos, então se São Paulo progredir para a fase 3 e abrir ainda mais a cidade, outros tipos de comércio, cito os restaurantes, as pessoas vão procurar este serviço na Capital”, explicou o prefeito.

“Não só (há) um enfraquecimento econômico da nossa cidade e das pessoas que precisam fazer esta retomada porque dependem do seu recurso, do seu dinheiro para continuar fazendo a manutenção da sua vida como temos (um problema) principal, que é a proteção da saúde”, argumentou Guti.

Guarulhos e São Paulo divergem em dados sobre óbitos e de contágio na cidade. Enquanto o Governo do Estado aponta menos casos confirmados (6.214) e mais óbitos (668), com taxa de letalidade de 10,7%, enquanto a Prefeitura aponta mais casos (8.444) e menos óbitos (582), com taxa de letalidade de 6,8%.

É possível que a cidade tenha uma nova reavaliação do plano São Paulo na próxima sexta-feira, 3.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM