PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

De olho em reeleição, governo federal quer subir Bolsa Família para R$ 400

Bolsa Família
Foto: Fábio Nunes Teixeira/PMG
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

Bolsonaro delegou a Ciro Nogueira, novo ministro da Casa Civil, a missão de aprovar o valor com a equipe econômica

O Ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, é o líder político escolhido pelo presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido) para coordenar um possível aumento do Bolsa Família para R$ 400. A informação é da CNN Brasil, que afirma que a medida teria como foco retomar a popularidade do presidente.

A medida, que alia a ala política do governo ao Centrão deve desagradar o ministro da Economia, Paulo Guedes, que acredita que o valor não pode superar a casa dos R$ 300.

Para emplacar a medida, Ciro e a ministra da Secretaria de Governo da Presidência da República, Flávia Arruda, participaram de uma reunião, nesta segunda-feira (2), com Rodrigo Pacheco (DEM-MG) e Arthur Lira (PP-AL) para apresentar a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) que abre caminho para este possível aumento.

O nome do programa também mudaria para auxílio Brasil, com o intuito de tirar do PT a paternidade do benefício, já que o benefício foi criado na gestão do ex-presidente Lula (PT), que também foi criado com a união de diversos benefícios criados na gestão de Fernando Henrique Cardoso (PSDB).

Para viabilizar a receita, o Congresso precisa liberar espaço no orçamento da União, medida que seria possível com outra PEC que permitiria ao governo federal parcelar precatórios, ou seja, dívidas judiciais com pessoas físicas e jurídicas.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
COMENTÁRIOS
VEJA TAMBÉM

PUBLICIDADE