fbpx
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Cerca de 60 afegãos estão acampados no Aeroporto de Guarulhos e esperam abrigo

Foto: Reprodução/TV Brasil
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Famílias com crianças dormem no aeroporto enquanto aguardam por acolhimento 

Um grupo com cerca de 60 afegãos estão dormindo no Aeroporto Internacional de Guarulhos enquanto aguardam por acolhimento. Famílias com crianças chegaram ao Brasil na última segunda-feira (12).

Um homem chegou ao país com a mulher e cinco filhas depois de sofrer ameaças de morte e de ter a casa incendiada pelo Talibã, conta que trabalhava no governo do Afeganistão antes do grupo voltar ao poder.Cerca de 60 afegãos estão acampados no Aeroporto de Guarulhos e esperam abrigoCerca de 60 afegãos estão acampados no Aeroporto de Guarulhos e esperam abrigo

Em agosto do ano passado, com a saída das tropas norte-americanas do Afegânistão, depois de 20 anos, o Talibã assumiu o controle de Cabul, a capital do país. Há cerca de um ano o Brasil está concedendo vistos temporários e autorizou a residência no país para acolher pessoas vindas do Afeganistão. Muitos Afegãos chegam aqui pelo aeroporto de Guarulhos e aguardam ser encaminhados para os centros de acolhida.

 A Acnur, a agência da ONU para refugiados informou que junto a Organizações Parceiras atendeu quase 600 pessoas afegãs no Brasil desde setembro do ano passado.

O Ministério da Cidadania disse que Guarulhos vai ser contemplada em uma nova portaria de repasses de recursos emergenciais por causa do recebimento de imigrantes e refugiados. Informou ainda que tem participado da criação de um plano de acolhimento de imigrantes em situação de vulnerabilidade.

Nós também entramos em com o governo do estado que informou que tem apoiado as ações da prefeitura de Guarulhos. A prefeitura de São Paulo disse que o Centro de Referência e Atendimento para Imigrantes atendeu 109 afegãos este ano.

“O Estado está falando: ‘a gente não tem vaga’. O governo federal estava participando. Vai ter uma portaria nos próximos dias de um financiamento para o município para dar vazão para essa demanda. Por enquanto, estamos lidando com o emergencial no aeroporto”, disse Fábio Cavalcante, secretário do desenvolvimento social de Guarulhos, à Agência Brasil.

Em Guarulhos há uma uma casa transitória com 27 vagas já abriga 31 pessoas.

(com informações da Agência Brasil)

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM