fbpx
PUBLICIDADE

Casal agredido no Aeroporto de Guarulhos consegue embarcar com coelho

Foto: Redes sociais
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Funcionários da companhia aérea KLM se negaram a atender decisão judicial

O casal de passageiros que foi impedido de embarcar com um coelho, no Aeroporto Internacional de Guarulhos, conseguiu viajar para Dublin, na Irlanda, na sexta-feira (19). A confusão, que terminou com agressões, ocorreu porque os funcionários da companhia aérea KLM não quiseram atender liminar judicial que autorizava o transporte do animal.

O escritório Furno Petraglia e Pérez Advocacia, que representa o casal, informou que “repudia, veementemente, toda forma de violência e, mais ainda, o desrespeito às decisões judiciais, que são um dos pilares do estado democrático de direito”.

Um vídeo nas redes sociais mostra uma discussão acalorada entre o casal e os funcionários. Em um momento, uma atendente da empresa provoca: “Para de chorar”. O homem se descontrola e xinga a funcionária. A partir daí, ele é agredido por outros dois funcionários e consegue acertar um soco em um deles.

O coelho foi aceito no voo, sob escolta policial, após uma nova autorização judicial, já que a primeira não foi respeitada pela KLM, que justificou um “equívoco interno da companhia”.

Já na Europa, o casal postou a seguinte mensagem:

“Olá, pessoal! Aqui é o Alfredo (coelho), pedi para o papai escrever essa mensagem para mim.

Estou muito feliz com todas as mensagens que estamos recebendo e todas as demonstrações de carinho e afeto.

Quero dizer que estou bem, estou muito feliz por sinal, ganhei diversas frutas durante a viagem [de São Paulo a Amsterdã]. 

Estou agora aguardando com papai e mamãe o próximo voo!

Assim que eu chegar na Irlanda avisarei.

Lambidinhas para todos vocês”.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM