fbpx
PUBLICIDADE

Boris Johnson renuncia ao comando do governo britânico

Primeiro-ministro Boris Johnson renuncia
Foto: Tim Hammond/No 10 Downing Street
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Prêmie não suportou a pressão, após denúncias de assédio sexual

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, vai deixar o comando do Partido Conservador e, consequentemente, de ser o premiê-britânico. O anúncio foi feito nesta quinta-feira (7), após uma série de denúncias de escândalos sexuais em seu governo.

Além de Johnson, mais de 50 pessoas vão deixar o governo britânico. Ele vai seguir no cargo até o Partido Conservador eleger um novo líder, o que deve acontecer nos próximos meses.

“Eu vou servir até que um novo líder assuma. A razão de eu ter lutado tanto é porque eu senti que era meu dever. Estou imensamente orgulhoso de minhas conquistas”, disse.

Johnson estava no cargo há três anos. Em janeiro, ele foi alvo de críticas por promover festas privadas durante o lockdown. A situação ficou insustentável, após a confirmação dele contratar funcionários envolvidos em escândalos sexuais, ciente das acusações.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM