PUBLICIDADE

Error: Embedded data could not be displayed.

Balão cai em pista do aeroporto e faz avião ter de desviar e arremeter (veja vídeo)

Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
balão aeroporto
Foto: reprodução

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Error: Embedded data could not be displayed.

Fato foi registrado pelo canal SBGR no dia 10 e divulgado na segunda-feira (19)

Irregular mas ainda recorrente ano a ano, a prática de soltar balões voltou a causar transtorno no dia 10 deste mês ao Aeroporto Internacional de São Paulo/Guarulhos, em Cumbica, conforme vídeo registrado pelo canal SBGR no Youtube e divulgado na segunda-feira (19).

Nas imagens registradas é possível ver o balão cair na pista e ouvir pilotos de aeronaves trocarem informações sobre o ocorrido com a torre de controle.

“Hora que prender uns 20 que soltam estes balões eles aprendem”, diz o piloto em um áudio no vídeo.

Antes, um deles questiona porque um avião arremeteu e o piloto afirma que foi necessário por conta

Apesar de parecer uma prática inofensiva, soltar balão artesanal e não tripulado é perigoso e é considerado crime ambiental. A prática pode provocar incêndios em florestas e em áreas urbanas como casas, escolas e hospitais, além de colocar em risco a vida das pessoas.

Na aviação, o risco é ainda maior. Os balões podem colidir com aeronaves, enroscar nas turbinas dos aviões, provocar incêndios ou até mesmo cair na pista sobre aeronaves em abastecimento. O choque de um balão de 50 quilos contra um avião voando a 450km/h gera uma força de até 100 toneladas.

O perigo imposto pelos balões às aeronaves não é citado na lei, mas o Código Penal prevê em seu artigo 261, detenção de seis meses a dois anos para quem expuser a perigo embarcação ou aeronave, ou praticar qualquer ato tendente a impedir ou dificultar navegação marítima, fluvial ou aérea.

PUBLICIDADE

Previous
Next

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Error: Embedded data could not be displayed.
COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
COMENTÁRIOS
VEJA TAMBÉM