fbpx
PUBLICIDADE

Bacelarismo: Além da Morte

Suderland
Foto: Divulgação/Netflix
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Lendário técnico escocês Bill Shankly já dizia que futebol é algo maior do que uma questão de vida ou morte. E ele estava muito certo

Você deve conhecer muitas pessoas que não torcem por nenhum clube, mas que realizam alguma atividade física. E isso acontece porque elas sabem que o esporte é vida.

Eu sempre fui um apaixonado por esportes, a ponto de tirar meu sustento deles. No entanto, todas as vezes que tentei fazer algo, falhei miseravelmente, pois não sentia prazer. Agora, estou em um relacionamento sério com o futevôlei. Espero que seja duradouro.

O corpo e a mente pedem atividades físicas. É desnecessário falar dos benefícios. Antes de começar a fazer futevôlei duas vezes por semana, estava em uma situação muito difícil, sofrendo com crises de ansiedade e momentos de tristeza profunda. Hoje, eu me sinto melhor.

E para quem é apaixonado por um time, o esporte também pode fazer bem para o coração – mesmo que a sua equipe não ajude com os resultados dentro de campo.

Acabei de assistir à terceira temporada da série Sunderland Até Morrer, disponível na Netflix. Uma verdadeira obra-prima que mostra o quanto o amor por um clube de futebol é poderoso.

Ao ver as histórias dos torcedores e colaboradores do Sunderland, eu me enxergava ali. Não importa o quanto seu time esteja ruim e te decepcione. Você vai continuar o amando.

No caso do Sunderland, que outrora figurava na primeira divisão do Campeonato Inglês, não importa se a partida é contra o todo-poderoso Manchester City ou diante do modesto Wycombe. O dia de jogo já começa diferente.

O ato de escolher a camisa para ir ao estádio ou se reunir com os amigos num bar, numa casa já é um ritual. Quem ama um clube, sabe do que estou falando.

E as amizades feitas por causa da paixão por uma equipe? E as viagens? Tudo é absolutamente fascinante. As histórias serão eternas, contadas além de nossas vidas. Até por isso, a série deveria se chamar Sunderland Além da Morte.

A produção da Netflix é o mais perfeito retrato da frase dita pelo que lendário técnico escocês Bill Shankly, de muito sucesso no futebol inglês:

“Algumas pessoas acreditam que futebool é uma questão de vida ou morte. E eu estou muito desapontado com essa atitude. Eu posso assegurar que é muito, mas muito mais importante do que isso”.

E ele estava muito certo.

*Vinícius Bacelar é jornalista, formado pela Universidade São Judas Tadeu, acumula passagens por algumas das principais redações do Brasil, como Agora S.Paulo, Folha de S. Paulo, R7 e UOL. Também foi editor do Metrô News. Como assessor de imprensa atuou nas eleições municipais de Guarulhos de 2016. Posteriormente, atendeu o Esporte Clube Água Santa, o Bangu Atlético Clube e o Boston City FC Brasil, além de atletas, técnicos e dirigentes.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM