fbpx
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Deputado Arthur do Val diz que “mulheres ucranianas são fáceis porque são pobres”

Foto: Alesp
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Deputado vai ser investigado por quebra de decoro parlamentar

O deputado estadual Arthur do Val (Podemos) vai ser investigado na Comissão de Ética da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), por causa de áudios com teor sexistas, vazados quando ele estava em missão na Europa para supostamente prestar auxílio na Guerra da Ucrânia.

Em um dos áudios, ele disse: “Elas olham e, vou te dizer, elas são fáceis, porque são pobres. E aqui, a minha conta do Instagram, cheio de inscritos, funciona demais. Não peguei ninguém, porque a gente não tinha tempo, mas colei em dois grupos de ‘minas’ e é inacreditável a facilidade. Essas ‘minas’ em São Paulo, você dá bom dia e ela [sic] ia cuspir na sua cara e aqui elas são supersimpáticas e supergente boa, é inacreditável.”

Os áudios foram enviados pelo parlamentar a um grupo de amigos. Ele comentou que nas “cidades mais pobres, elas são as melhores”.

Em nota, o presidente a Assembleia, Carlão Pignatari (PSDB), afirmou que a postura de Arthur do Val, que é conhecido como Mamãe Falei, é inaceitável e que ele será investigado com rigor e seriedade. “A Alesp se solidariza com as mulheres, em especial às ucranianas, e reforça sua luta em defesa e proteção de todas, representadas por conquistas históricas, ações efetivas e leis em vigor.”

O pré-candidato à Presidência da República pelo Podemos, Sergio Moro, repudiou o comportamento do parlamentar. “Jamais dividirei meu palanque e apoiarei pessoas que têm esse tipo de opinião e comportamento”, afirmou.

Arthur do Val chegou neste sábado (5) ao Aeroporto Internacional de Guarulhos e afirmou que os áudios estão fora do contexto. Ele disse que já tinha deixado a Ucrânia quando fez os comentários sexistas. “Foi errado o que eu falei e não é isso que eu penso”, disse.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM