PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Tony Auad: Ex-cabeleireiro de Gimenez se une a Fontenelle e irá depor contra ex-patroa

Gimenez x Fontenelle
Foto: Reprodução/Montagem
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

Sérgio Vicentin também foi alvo de processo de Gimenez, que culpa Fontenelle por ter sido chamada de “mulher de programa”

Hoje inicio a minha coluna comentando a briga judicial entre a apresentadora Luciana Gimenez e a Youtuber Antônia Fontenelle. A briga ganhou um reforço do ex-cabeleireiro da apresentadora da Rede TV, Sérgio Vicentin, que decidiu ser testemunha no processo contra Luciana Gimenez. 

De acordo com informações checadas pela coluna, a apresentadora Luciana Gimenez entrou com uma ação por danos morais contra Fontenelle após o senador Jorge Kajuru (Pode-GO) chamá-la de “Mulher de Programa” no canal de youtube Na Lata, que pertence à Fontenelle.

Na oportunidade, Kajuru afirmou:

“Sobre Luciana Gimenez eu não tenho nada para falar. Não falo sobre mulheres de programa. Dane-se. Ela já me processou, pode me processar de novo. É uma mulher desqualificada tanto que virou o que virou  no seu relacionamento com Mick Jagger. Ou vocês acham que foi por amor”.

Agora, a Youtuber Antônia Fontenelle ganhará o apoio do ex-cabeleireiro de Luciana Gimenez, Sérgio Vincentin, que conhece os fatos e os bastidores, além de ter travado uma batalha na justiça contra a própria Luciana Gimenez que tentou proibi-lo de falar sobre ela. 

Entretanto, o profissional acabou vencendo a ação e não precisou pagar o valor da indenização, já que Luciana Gimenez não conseguiu provar e comprovar as acusações que fez.

Segundo um jornal carioca, a apresentadora Luciana Gimenez ficou inconformada com a ação trabalhista aberta pelo cabeleireiro e abriu um processo pedindo para que ele não falasse mais sobre as intimidades da apresentadora, com quem trabalhou por 20 anos.

“Determino que o requerido se abstenha de divulgar informações ou imagens de cunho pessoal-íntimo da autora, em qualquer meio de comunicação, sob pena de multa de 10 mil por ato de descumprimento”, escreveu o Magistrado em sua sentença.

Mas a autorização de indenização de R$ 10 mil não foi concedida, já que a contratada da RedeTV! não conseguiu provar que o cabeleireiro estava falando dela. A apresentadora afirmou que vai recorrer.

Dessa forma, Luciana Gimenez terá que pagar honorários dos advogados de Vicentin. A defesa do profissional afirmou que entende que a sentença dada está de acordo com a realidade do caso.

Para quem não sabe, Sérgio Vicentin, que prestou serviço à Luciana Gimenez por 20 anos, e foi demitido em 2020, soltou o verbo contra a apresentadora. Ele recebia recebia 10 mil por mês da Luciana.

A coluna apurou também que, alguns meses antes da demissão, Luciana Gimenez pediu para o cabeleireiro que assinasse um documento abdicando de todos os direitos trabalhistas que, até então, nunca tinham sido pagos. 

Frase Final:

Os seres humanos, são como os dedos das mãos: “Um diferente do Outro”

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
COMENTÁRIOS
VEJA TAMBÉM

PUBLICIDADE