Error: Embedded data could not be displayed.
Error: Embedded data could not be displayed.
Error: Embedded data could not be displayed.
Error: Embedded data could not be displayed.

Tá nos trends: “Faz alguma coisa pra você ver se eu não meto a mão na sua cara”, ameaça cliente

Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Foto: Reprodução/Redes Sociais
Error: Embedded data could not be displayed.

Dona recebeu várias ameaças por se recusar a atender homem que usava máscara de proteção incorretamente

Imagens de um homem xingando, ameaçando e tentando agredir a dona de uma sorveteria, em Campinas, viralizou nas redes sociais. O vídeo foi gravado por um cliente que estava dentro da loja. O caso ocorreu no último sábado, (14).

As hashtags  “campinas” e “covarde”  foram usadas em comentários sobre o episódio e chegaram aos trending topics do Twitter. O homem se recusou a usar a máscara de proteção corretamente, cobrindo a boca e o nariz, como é recomendado pelos órgãos de saúde. A dona não quis atendê-lo dessa forma e recebeu diversas agressões verbais.

As imagens mostram o homem apontando o dedo para a proprietária do comércio. Ele xinga e faz ameaças. “Ridícula… babaca…sua palhaça. Faz alguma coisa comigo pra você ver se eu não meto a mão na sua cara. Seu lixo. Fala um “A” pra você ver”, diz o homem. Em seguida, ele chuta um objeto e retoma as ameaças.

A mulher começa a gritar e pede que ele saia da loja, apontando o dedo em direção à porta. “Tira esse homem daqui, tira”, disse. O homem continua com os xingamentos. Ele, então, dá um tapa que parece ter atingido a mão dela. 

Ao passar pela porta, as agressões verbais seguiram. O homem joga o cone da loja no chão, pisa nele e sai da loja. Os inúmeros xingamentos e ameaças continuaram até ele ir embora. 

Confira o vídeo:  

Reprodução/Redes Sociais

“O cliente entrou na loja e a máscara estava cobrindo só a boca, ele escolheu alguns produtos e, quando chegou ao caixa, pedi que ele colocasse a máscara corretamente e ele negou. Eu insisti e ele respondeu ‘só cobra’. Foi quando eu me recusei a finalizar a venda e pedi para minha funcionária guardar os produtos. Eu achei que ele partiria para agressão, fiquei com bastante medo”, disse a proprietária da sorveteria em entrevista à Band News.

O homem deu outra versão durante uma entrevista à EPTV e contou que foi agredido primeiro pela dona, recebendo tapas no braço, empurrão no peito e soco na barriga. As novas imagens do circuito de segurança interno da loja negam essa versão.

Ele já foi condenado pela Justiça de Jaú por ameaça contra uma médica perita do INSS. 

A proprietária nega as acusações e registou um boletim de ocorrência no 4º Distrito Policial de Campinas, onde o caso é investigado.

Error: Embedded data could not be displayed.
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram

Veja também...

Error: Embedded data could not be displayed.
Error: Embedded data could not be displayed.