fbpx
PUBLICIDADE

Série da CNN Brasil reconstitui roubo de ouro no Aeroporto de Guarulhos

Foto: Reprodução/TV Globo
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Foram roubados mais de 700 kg de ouro do terminal de cargas; crime ocorreu em julho de 2019

A CNN Brasil exibirá na noite deste domingo (28) o episódio da série “Roubos Históricos” que fará a reconstituição do roubo de ouro no Aeroporto de Guarulhos. 

O crime ocorreu em julho de 2019 em menos de 3 minutos no terminal de cargas do aeroporto. Durante a ação foram levados mais de 700 quilos de ouro avaliados em quase R$ 120 milhões à época. O ouro roubado nunca foi encontrado. 

A emissora afirmou que a reportagem do CNN Séries Originais traz imagens inéditas, que mostram como os criminosos conseguiram acessar o terminal e levar as barras de ouro, esmeraldas e relógios de luxo.

A série contará como foi a prisão do mentor do crime que possui histórico de roubos de grandes fortunas e entrevistas com funcionários. “Porque se tem uma carga preciosa, cargas de valores no local, onde é que estava o monitoramento?” Ele completa: “nós não temos o suporte ideal para trabalhar na GRU. A gente não se sente seguro trabalhando na GRU, afirmou durante entrevista. 

O programa vai ao ar neste domingo (28), às 19h20 no canal da CNN Brasil, na TV paga. 

Prisões

Um homem de 36 anos foi preso nos Jardins, na capital, na última sexta-feira (26) pelo Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais) por suspeita de participar do roubo de ouro no Aeroporto de Guarulhos e ataques contra bases de transportes valores Ourinhos, Araraquara, Bauru e Botucatu. 

Outro suspeito foi preso no dia 1 de fevereiro no no Jardim Arpoador, na zona sul da capital. A. Mulher dele contou à polícia que o marido ficou com barras de ouro e pedras preciosas sem autorização dos comparsas. 

Em abril do ano passado, a Justiça determinou prisão domiciliar para um dos principais suspeitos do roubo, o ourives Marcelo José Lima, de 44 anos.

Em agosto do ano passado, um criminoso foi preso pelo envolvimento no crime. O suspeito, de 52 anos, deu inicialmente um nome falso, mas logo foi identificado como um dos criminosos mais procurados de São Paulo. Havia um mandado de prisão contra ele relacionado ao roubo, além de ordem judicial referente ao comércio de drogas

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM