fbpx
PUBLICIDADE

Semana do Conhecimento de Guarulhos apresenta projetos e palestras

Semana do Conhecimento de Guarulhos
Foto: Márcio Lino/PMG
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Evento prossegue até sexta-feira no Adamastor

O início da Semana do Conhecimento 2023 entusiasmou os participantes com a grande diversidade de projetos inscritos e com as atividades de inserção dos jovens na realidade do mercado de trabalho.

As quatro rodadas da Feceg, que aconteceram nessa terça-feira (24) e quarta-feira (25) tiveram como destaque a grande amplitude de projetos que envolvem soluções científicas e extrapolam esse campo para interagir com humanidades, comportamento e artes; assim como há jovens desenvolvendo novos games, projetos que avaliam o impacto psicológico desses no público consumidor, além dos voltados à saúde, como o aplicativo que ajuda a detectar miopia em crianças, e pesquisas voltadas a questões estéticas e de mercado, como a avaliação da desvantagem da produção musical brasileira em relação à música estrangeira em serviços de streaming.

Para o professor coordenador Thiago Barcelos, do Instituto Federal – Campus Guarulhos, isso se dá devido a uma visão mais ampla do espectro da ciência.

“A gente entende que isso é muito relevante para a formação de um indivíduo completo, que enxerga o mundo como uma multiplicidade de temas”, afirmou.

Outro aspecto relevante observado foi o papel social da ciência como transformação do meio e ferramenta de melhoria da qualidade de vida; o professor avaliador Paulo Pardi falou sobre o assunto.

“Nós percebemos como os jovens vivenciam as soluções e se tornam os maiores interessados em ver os resultados das melhorias definitivas que seus projetos podem trazer a seus próprios ambientes”, elogiou o professor, recordando o envolvimento dos estudantes com soluções para o rio Baquirivu-Guaçu.

Um ponto alto do evento foi a palestra oferecida pela gerente de produtos da empresa Magalu, Lucilene Oliveira sobre design thinking, abordagem utilizada para criar startups a partir do estudo de um problema real. Mulher, jovem e negra, ela ressaltou a importância da questão da inclusão, para que a realidade da ciência não fique restrita a círculos tradicionalmente favorecidos:.

“As empresas precisam ter políticas afirmativas para trazer mais grupos minorizados pra dentro das suas áreas de tecnologia”, disse.

Programação segue até sexta-feira

A Semana do conhecimento segue nessa quinta-feira (26) com a Expocriatividade, mostra destinada às crianças do ensino fundamental e aos da EJA (Educação de Jovens e Adultos) e com as rodadas de projetos da Semcitec – quadro voltado ao pessoal do ensino superior e da pós-graduação.

Na sexta-feira (27), além da exposição dos produtos da Mostra de Economia Criativa, haverá o encerramento da semana com a cerimônia de premiação dos projetos vencedores, que, para o quadro Feceg, significa além da conquista desta etapa, credenciamento para a etapa nacional – Febrace, para concorrer com jovens de todo o país em uma das maiores feiras de ciência da América Latina.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM