fbpx
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Rússia destrói o maior avião do mundo, o Antonov AN-225 Mriya

Antonov An-225
Foto: reprodução/redes sociais
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Colosso dos Céus, como era chamado, já esteve em Guarulhos para carregar um transportador de 155 toneladas para o Chile

Em meio à guerra com a Ucrânia, a Rússia abateu o maior avião do mundo, o Antonov AN-225, conhecido como o colosso dos Céus. Este avião, o último exemplar do gigante, foi destruído durante um ataque ao aeroporto Hostomel, perto da capital ucraniana Kiev, neste domingo (27).

A informação foi confirmada pelo ministro das relações exteriores da Ucrânia, Dmytro Kuleba, em uma publicação no Twitter, neste domingo (27).

“Esta foi a maior aeronave do mundo, AN-225 ‘Mriya’ [significado para ‘sonho’ em ucraniano]. A Rússia pode ter destruído nosso ‘Mriya’. Mas nunca poderão destruir o nosso sonho de um Estado europeu forte, livre e democrático. Vamos prevalecer!”, escreveu o ministro.

Segundo informações da Wikipedia, O Antonov An-225 Mriya, chamado pela OTAN de Cossack, foi uma aeronave de transporte cargueiro estratégico, a qual foi produzida durante a década de 1980 pela Antonov Design Bureau, na então RSS Ucraniana (atualmente, na Ucrânia).

O Antonov An-225 Mriya era a maior aeronave de asa fixa do mundo. O design, construído para transportar o ônibus espacial Buran, foi um desenvolvimento para aumentar o bem-sucedido Antonov An-124 Ruslan.

Em sua segunda passagem pelo Brasil, entre os dias 14 e 15 de Novembro de 2016, Antonov venho buscar um mega transformador para levá-lo até o Chile.

O gigante pousou primeiro no Aeroporto de Viracopos, em Campinas, e depois se dirigiu Aeroporto internacional de Guarulhos, em Cumbica, onde estava o mega transformador de mais de 155 toneladas.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM