fbpx
PUBLICIDADE

Rebeca Andrade pode ser a primeira guarulhense a ganhar uma medalha olímpica

Foto: Júlio César Guimarães/COB
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Nenhum dos 374 medalhistas olímpicos brasileiros nasceu em Guarulhos

A ginasta Rebeca Andrade vai disputar três finais nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Além da chance de se tornar a primeira mulher a conquistar uma medalha olímpica para o Brasil neste esporte, ela também pode ser a primeira guarulhense a alcançar o feito.

Até a noite desta terça-feira (27), 374 brasileiros ganharam medalhas nos Jogos Olímpicos, desde 1920, quando o tenente do Exército, Guilherme Paraense, conquistou o ouro no tiro rápido (25 metros), em Antuérpia, na Bélgica.

De acordo com levantamento no portal http://rededoesporte.gov.br/, nenhum medalhista olímpico nasceu em Guarulhos.

No futebol, Zé Elias conseguiu o bronze nos Jogos de Atlanta, nos Estados Unidos, em 1996. Apesar de ter crescido em Guarulhos, ele nasceu na cidade de São Paulo. Já João Carlos de Oliveira, conhecido como João do Pulo, morou por décadas na cidade, ganhou dois bronzes (Montreal/1976 e Moscou/1980), mas nasceu em Pindamonhangaba, no interior paulista.

Rebeca nasceu em 8 de maio de 1999, em Guarulhos, em uma família com sete irmãos. Antes de se destacar para o Brasil, ela começou a treinar ginástica no Ginásio Bonifácio Cardoso, na Vila Tijuco.

A primeira final da Rebeca será na quinta-feira (29), às 7h50 (horário de Brasília), no individual geral. As medalhistas no salto serão conhecidas no próximo domingo (1º de agosto) e as melhores do solo brigarão pelas medalhas no dia 2 de agosto.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM