fbpx
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Quadrilha tem esquema de aluguel de crianças para pedir esmola no Aeroporto de Guarulhos 

Foto: Reprodução/Metrópoles
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Golpista chegou a arrecadar R$ 1 mil por dia atuando no Terminal 3

O Aeroporto Internacional de Guarulhos, em Cumbica, é palco para um esquema sujo de aluguel de crianças montado por uma quadrilha liderada por um homem de 46 anos. O caso foi denunciado pelo portal Metrópoles em reportagem veiculada nesta quinta-feira (16). 

O suspeito chefia o grupo junto com a esposa e chegam a arrecadar R$ 1 mil por dia no Terminal 3. Ele aluga crianças por algumas horas e também paga mulheres para se passarem por mães. Cada mulher que entra no esquema ganha R$ 300. 

O líder da quadrilha junto com a mulher paga para se passar por mãe fingem que são pais da criança vítima de aluguel e dizem que estão passando por necessidades. As histórias são inventadas para comover as pessoas e estimular que elas doem dinheiro.

De acordo com a reportagem, a maioria das crianças e mulheres usadas no esquema são da favela das Malvinas, que fica no entorno do aeroporto.

Uma das mulheres que aceitaram participar do grupo criminoso acusa o golpista de ficar com a maior parte do dinheiro, por isso, deixa de participar. 

“Ele rouba a gente muito. Quer pagar porcentagem, 30%. Aí, a gente ganha uma tacada de R$ 2 mil, ele fica com R$ 1.700 e a gente só com R$ 300? Não tem essa. (Precisa) dividir meio a meio”, disse a mulher. 

O esquema foi descoberto por um ex-funcionário do aeroporto. A 3ª Delegacia de Atendimento ao Turista (Deatur) apura a denúncia feita pela reportagem. O Conselho Tutelar de Guarulhos disse ao portal quentão ter recebido denúncias de crianças sendo usadas por adulto para pedir esmolas, e irá apurar a situação.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM