fbpx
PUBLICIDADE

Previdência municipal se aproxima de superávit de R$ 100 milhões neste ano

Foto: Nico Rodrigues
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Migração dos servidores para Regime Próprio melhorou contas públicas

Ao retirar os funcionários públicos do regime celetista para o estatutário, no ano passado, a Prefeitura de Guarulhos conseguiu sanar o então tradicional déficit previdenciário. Os dados foram apresentados pela Secretaria Municipal de Fazenda, na quarta-feira (9), na audiência pública da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), na Câmara Municipal.

Para efeito de comparação, vale ressaltar que em 2019 o prejuízo dos cofres da Prefeitura por causa do Ipref (Instituto da Previdência de Guarulhos) foi de R$ 137 milhões. Em 2020, mesmo com a pandemia do coronavírus, o saldo foi positivo em R$ 55 milhões. Neste ano, a expectativa é guardar R$ 95 milhões.

O superávit significa que a Prefeitura consegue arrecadar com os funcionários públicos da ativa mais do que gasta com os aposentados e pensionistas.

“Isso aconteceu pela migração dos servidores para o regime estatutário. Aumentamos a base de usuários e a contribuição”, confirmou Guilherme Moreira, chefe de Divisão da Secretaria Municipal da Fazenda.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM