PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Previdência municipal se aproxima de superávit de R$ 100 milhões neste ano

Foto: Nico Rodrigues
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

Migração dos servidores para Regime Próprio melhorou contas públicas

Ao retirar os funcionários públicos do regime celetista para o estatutário, no ano passado, a Prefeitura de Guarulhos conseguiu sanar o então tradicional déficit previdenciário. Os dados foram apresentados pela Secretaria Municipal de Fazenda, na quarta-feira (9), na audiência pública da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), na Câmara Municipal.


Para efeito de comparação, vale ressaltar que em 2019 o prejuízo dos cofres da Prefeitura por causa do Ipref (Instituto da Previdência de Guarulhos) foi de R$ 137 milhões. Em 2020, mesmo com a pandemia do coronavírus, o saldo foi positivo em R$ 55 milhões. Neste ano, a expectativa é guardar R$ 95 milhões.

O superávit significa que a Prefeitura consegue arrecadar com os funcionários públicos da ativa mais do que gasta com os aposentados e pensionistas.

“Isso aconteceu pela migração dos servidores para o regime estatutário. Aumentamos a base de usuários e a contribuição”, confirmou Guilherme Moreira, chefe de Divisão da Secretaria Municipal da Fazenda.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
COMENTÁRIOS
VEJA TAMBÉM