fbpx
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Presidente do Peru tenta golpe de Estado, é ignorado, preso e destituído pelo Congresso

Presidente do Peru
Foto: Reprodução/PoliciaPeru
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Apesar da tentativa de golpe, Pedro Castillo está praticamente isolado em sua decisão e ainda sofreu revés do Congresso

O presidente do Peru, Pedro Castillo, iniciou uma tentativa de golpe de Estado nesta quarta-feira (7) e determinou o fechamento do Congresso, que ignorou a determinação de Castillo e deu continuidade a um processo de destituição, cuja conclusão é similar a um impeachment do presidente.

Castillo havia tentado dissolver o Congresso, criar um governo de eleição e convocar uma nova eleição para formação de um novo Congresso que ficaria responsável, no período de 9 meses, a criar uma nova Constituição.

Castillo disse que fazia tudo com base em um pedido da população e determinou toque de recolher das 22h às 4h, além de determinar que peruanos que tivessem armas ilegais as entregasse à polícia em até 72 horas sob pena de prisão.

A medida, porém, foi ignorada pelo Congresso, pelas Forças Armadas Nacionais, por diversos ministros que renunciaram, pela oposição e por governos estrangeiros, como os EUA.

Em um momento quase simultâneo, o Congresso peruano discutia um terceiro processo de destituição do governante. Após a tentativa de golpe, o pedido de retirada ganhou forma e foi aprovado por 101 votos.

Na sequência, o presidente peruano foi preso pela polícia peruana. A TV peruana mostrou Castillo e sua família enquanto deixavam o palácio de governo. Foram presos o presidente, a mulher dele, os filhos e a cunhada.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM