fbpx
PUBLICIDADE

Prefeitura suspende convênio com pátio de apreensão de veículos

Pátio Guarulhos de veículos
Foto: Nico Rodrigues
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Não há previsão de retorno das atividades

A Prefeitura de Guarulhos suspendeu nesta terça-feira (21) o convênio junto ao DER (Departamento de Estradas de Rodagem) e ao Detran.SP (Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo) para utilização do pátio de veículos, a fim de apurar denúncias quanto ao processo de liberação de automóveis apreendidos pela Polícia Rodoviária Estadual e pela Polícia Militar em ações ocorridas dentro do município.

Até que a análise das acusações seja concluída e um contrato restabelecido, não há previsão do retorno das atividades do pátio. Vale ressaltar, de acordo com a gestão municipal. que os problemas relatados não têm qualquer relação com veículos apreendidos pelo município, ou seja, pela GCM (Guarda Civil Municipal de Guarulhos) e pela STMU (Secretaria Municipal de Transportes e Mobilidade Urbana).

O caso ganhou repercussão após denúncias do deputado federal Delegado Palumbo (MDB), que apontou vários problemas, como cobrança de guincho para liberação dos veículos e falta de visores para se comunicar com os atendentes.

Em decreto publicado no último mês, o prefeito de Guarulhos, Guti (PSD), regulamentou a remoção, guarda e depósito de veículos removidos por causa de estacionamento em local proibido ou em estado de abandono nas vias públicas. Os veículos removidos deveriam ser encaminhados para o Pátio Guarulhos, que tem unidades na Várzea do Palácio e em Cumbica. 

Sem o serviço do Pátio GRU, os veículos apreendidos serão encaminhados para pátios gerenciados pelo Detran.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM