fbpx
PUBLICIDADE

População idosa cresce quase 200% em Guarulhos nos últimos 22 anos

Foto: Pressfoto/Freepik
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Em contrapartida, número de jovens teve queda

O perfil da população guarulhense tem mudado drasticamente. De acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), com base nos dados dos Censos, o número de idosos na cidade aumentou de 61.016 para 178.747 entre 2000 e 2022, um aumento de quase 200%.

No mesmo período, o número de crianças e jovens – pessoas com até 29 anos – caiu de 630.507 para 545.696 – redução de 13%, no mesmo período.

Esse contexto obriga a Prefeitura, Câmara e entidades da sociedade civil a discutirem formas de garantir melhores condições de vida para a população idosa. Em 2000, apenas 5,7% dos guarulhenses tinham mais de 60 anos. Agora, esse índice é de 13,8% – ainda inferior à média do país, que é de 15,6%.

Para o professor de Arquitetura e Urbanismo Alexandre Romão, da UNG, o envelhecimento da população é uma tendência, tanto pela maior longevidade dos idosos, como pela redução dos nascimentos. Ele lembrou que já há cidades brasileiras, como São Caetano do Sul, que há mais idosos do que crianças.

“O idoso vai perdendo a sua renda monetária com o passar dos anos. Quem tem trabalho informal não tem dificuldade para conseguir aposentadoria. Vai morar com o filho ou em regiões periféricas, porque na área central o custo de vida é maior. É preciso planejar políticas públicas direcionadas para os idosos que não tenham tantos recursos financeiros, em especial, na periferia”, avaliou.

O especialista reconheceu que existem ações efetivas na cidades, como o Ceresi (Centro de Referência à Saúde do Idoso de Guarulhos), que possui 19 mil atendimentos por mês e unidades no Centro, no São João/Bonsucesso e no Pimentas.

Questionada, a Prefeitura de Guarulhos informou que, na gestão do prefeito Guti (PSD), além da implantação do Ceresi, houve a construção do Centro Dia do Idoso em Cumbica, instalação do Projeto Academia na Praça 60+ em 28 locais, ampliação e reordenamento de vagas em instituições de longa permanência, adesão ao Programa Cidade Amigo do Idoso e formação de motoristas no transporte coletivo.

O governo municipal também comentou a realização de Rodas de Conversas para idosos, ações intersetoriais entre secretarias em prol dessa população, realização da Semana do Idoso, Mostra Cultural 60+, inclusão das demandas dos idosos no Plano de Mobilidade Urbana de Guarulhos, geoprocessamento e o estudo do processo de envelhecimento em Guarulhos e participação da Olimpíada da Melhor Idade de Guarulhos, Jogos Regionais do Idoso e implantação de quatro núcleos de convivência para o idoso.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM