PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Polícia procura por pedófilo de Guarulhos que abusou de pelo menos quatro vítimas

Foto: Reprodução/Record TV
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

Ele se aproveitava da amizade com os pais para abusar sexualmente das vítimas, afirma reportagem do R7

A Polícia Civil procura por um pedófilo de 54 anos que abusou sexualmente de pelo menos quatro vítimas em Guarulhos. As informações são da Record TV que ouviu os relatos dos pais e da vítima do criminoso identificado como Paulo.


Segundo a reportagem, a mulher do criminoso descobriu o que o marido fazia e conversou com uma amiga sobre os abusos por videochamada. A filha dessa amiga ouviu e contou para a mãe que o homem havia abusado dela dos 10 aos 15 anos.   

“Ele aproveitou do momento que a gente ia entrar na piscina e disse que poderia me trocar para colocar a roupa de banho. Me trocou e me levou para dentro de um banheiro, ficou só eu e ele”, relatou a vítima que hoje tem 20 anos.

A mãe afirma que “ficou em choque” com tudo o que ouviu da filha. “Foi muito traumatizante. Eu comecei a me tremer toda, sem acreditar. Que nojo, que nojo”, conta aos prantos durante a reportagem.  

O pai da vítima publicou o caso nas redes sociais em maio deste ano. A partir desse relato, outras vítimas apareceram. 

Foto: Reprodução/internet

De acordo com a reportagem, Paulo tinha acesso a algumas vítimas através dos pais. Em alguns momentos, chegava sem ser convidado na casa e era muito amigável.

O pai da vítima, Thomas Moreira, está inconformado com o crime cometido pelo então amigo com quem tinha amizade há vários anos. 

“É como se a gente fosse irmão. É até difícil acreditar. Não desce… É um maníaco, um louco“, desabafou Moreira em entrevista à Record TV. 

Os pais fizeram um boletim de ocorrência sobre o crime. Paulo segue foragido. Segundo relato de Moreira, as “últimas informações sobre o paradeiro dele é que estava na região da Praia Grande transitando com uma Montana branca”. 

A mãe de outra vítima ouvida pela reportagem relatou que a filha sofreu abuso sexual com 13 anos na oficina que o criminoso mantém no mesmo endereço onde morava antes de fugir. Ela seguia para a escola quando foi atraída por ele para dentro do local. 

A Secretaria da Segurança Pública de São Paulo (SSP) disse à Record TV que abriu um inquérito para investigar os crimes. 

Quem tiver informações sobre o paradeiro de Paulo pode ligar no 190. O anonimato é garantido.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
COMENTÁRIOS
VEJA TAMBÉM