fbpx
PUBLICIDADE

Mulher é acusada de racismo no Metrô e passageiros protestam na estação

Foto: Reprodução/Twitter
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Mulher saiu escoltada por seguranças e aos gritos dos passageiros: “racista”. Ela foi levada para a delegacia

Uma mulher branca e loira foi acusada de racismo no Metrô de SP, no início da noite desta segunda-feira (2), ao perguntar para uma passageira negra se ela poderia “tirar o cabelo” de perto dela, pois poderia “passar alguma doença”.

O caso gerou protestos dos passageiros na estação Ana Rosa, na Vila Mariana (zona sul da capital), que filmaram a ação.

A mulher saiu escoltada da estação por seguranças aos gritos de “racista”, “racistas, não passarão”. 

A mulher foi encaminhada para o 27º DP (Distrito Policial), no Campo Belo, também zona sul, para prestar depoimento. Familiares da vítima que são do Rio de Janeiro e passageiros foram ouvidos como testemunha.

Em nota envida à Folha de S.Paulo, o Metrô informou que duas passageiras se desentenderam e uma delas foi acusada de injúria racial. “Os agentes de segurança do Metrô atuaram na proteção das partes. A PM foi acionada e as encaminharam para a delegacia”.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM