fbpx
PUBLICIDADE

Movimento realiza protesto contra custo de vida na frente do Carrefour da Vila Rio

Foto: Wellington Alves
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Sindicalistas cobram medidas para melhorar a qualidade de vida dos trabalhadores

Mais de 100 sindicalistas participaram de ato contra a carestia, na frente do Carrefour da Vila Rio de Janeiro, na manhã desta sexta-feira (29). O protesto visa chamar a atenção da sociedade para o alto custo de vida, além de cobrar medidas a serem tomadas pelas autoridades públicas.

O movimento quer combater a alta nos preços dos alimentos, gás de cozinha e outros produtos essenciais e serviços.

O coordenador da Força Sindical Regional e diretor do Sindicato dos Metalúrgicos de Guarulhos e Região, José Barros da Silva Neto, conhecido como Cabeça, afirmou que essa deve ser uma pauta de toda a socidade.

“O Carrefour é o maior hipermercado da cidade. O povo sente o preço da carne, do tomate, do arroz. A culpa é do modelo econômico do governo”, apontou.

Cabeça defende que o movimento contra a carestia consiga ganhar força nos bairros e nos movimentos sociais. Ele entende que a economia será o maior tema da próxima campanha eleitoral.

“O maior culpado (da alta dos preços) é o governo federal, por causa do plano econômico. Por outro lado, o Governo do Estado tem condições de subsidiar alimentos. Faltam restaurantes Bom Prato. E o município, apesar de não ter plano econômico, ele deve fomentar a geração de empregos. O povo sofre pela falta de trabalho”, avaliou.

O movimento é integrado por sindicatos, centrais sindicais, associações, entidades de aposentados, além de movimentos sociais e da juventude.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM