fbpx
PUBLICIDADE

Manifestantes realizam atos pró e contra Bolsonaro em São Paulo

Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Não houve confronto entre grupos, que se reuniram em locais diferentes

Atos contra e a favor do presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido) acontecem em diferentes pontos da capital paulista, neste domingo, 7.

No Largo da Batata, zona oeste da Capital, centenas de manifestante se reuniram em um ato pela democracia e contra o presidente. Os participantes também levantaram bandeiras contra o racismo e fizeram menção as mortes de George Floyd, assassinado por um policial americano branco, e do menino João Pedro, baleado durante uma ação conjunta entre Polícia Federal e Civil no Rio de Janeiro. Ambos os casos aconteceram em maio.

Os manifestantes também gritaram palavras de ordem contra Bolsonaro e criticaram o novo posicionamento do presidente de esconder os dados sobre o total de mortes e de casos confirmados de covid-19 no País, além de segurar cartazes contra uma possível volta da ditadura.

Em fotos enviadas ao GRU Diário, é possível ver que boa parte dos manifestantes utilizam máscaras por conta da pandemia do novo coronavírus.

Manifestantes realizam atos pró e contra Bolsonaro em São Paulo
Ato contra Bolsonaro no Largo da Batata reúne centena de pessoas

Inicialmente, o protesto seria realizado na Avenida Paulista, mas decisão do Tribunal de Justiça de São Paulo, na sexta-feira, 5, proibiu que as duas manifestações ocorressem no mesmo local.

Bolsonaro chegou a dizer, no começo da semana passada, que seus apoiadores deveriam deixar sozinhos os manifestantes contrários a ele, mas parte de seus eleitores decidiu ignorar esta fala.

Pelo menos 100 pessoas compareceram à Avenida Paulista, próximo ao prédio da Fiesp para defender o presidente e até mesmo pedir a intervenção militar. Eles também levaram faixas e cartazes contra o governador João Doria (PSDB).

Manifestantes realizam atos pró e contra Bolsonaro em São Paulo
Manifestante usa fantasia de boi em crítica aos apoiadores de Bolsonaro, aos quais chamam de “gado”

Em Brasília o cenário foi diferente. A grande parte dos manifestantes era pró-Bolsonaro, enquanto uma parte menor ocupou uma área da Esplanada dos Ministérios para protestar contra o presidente.

Na parte da manhã, Bolsonaro chegou a falar com apoiadores e criticou novamente o isolamento social. Afirmou que o Supremo Tribunal Federal determinou que cabe aos governadores e prefeitos tomar este tipo de decisão.

Manifestantes realizam atos pró e contra Bolsonaro em São Paulo
Bolsonaro conversou com apoiadores, mas não participou de atos a seu favor

“Agora está vindo um maior desemprego, enorme aí, de formais e pessoal informal também. Não queiram botar no meu colo”, disse o presidente.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM