fbpx
PUBLICIDADE

Luiza Trajano nega sondagens sobre uma possível candidatura à Presidência

Luiza Helena Trajano
Foto: Reprodução/redes sociais
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Empresária afirmou que não tem pretensão de ocupar cargos políticos; PT sonha com uma chapa Haddad/Trajano

A empresária Luiza Trajano, proprietária da rede Magazine Luiza, usou suas redes sociais para afirmar, no último domingo (14), que não possui interesses eleitorais e que todas as suas ações são feitas por meio da sociedade civil organizada.

A declaração foi feita após o vice-presidente nacional do PT, Washington Quaquá, afirmar ao jornal o Estado de São Paulo, que considera uma “super-chapa” uma possível aliança entre o ex-prefeito da Capital, Fernando Haddad, e a empresária como vice na corrida à Presidência de 2022.

“Precisamos nos reconectar com o empresariado que tem relação com o mercado interno e com o eleitor de centro, para formar maioria, ganhar e governar”, argumentou Quaquá sobre a eventual chapa. Ele não afirmou que nenhum convite foi feito ainda para a empresária.

Outro partido que estaria de olho em Luiza é o PSB de João Campos, ainda de forma velada. A empresária chegou a participar de algumas agendas do filho de Eduardo Campos durante o período eleitoral.

A empresária ficou conhecida não apenas por sua atividade empresarial, mas por tomar a liderança de algumas atividades sociais, como encabeçar um movimento para vacinar todos os brasileiros até setembro e um processo seletivo em sua rede voltada apenas para profissionais negros.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM