fbpx
PUBLICIDADE

Líder católico diz que eleição de Lula “será a vitória da democracia, dos pobres”

Lula e católicos
Foto: Reprodução/Youtube
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Lula cumpriu agenda de campanha e se encontrou com líderes católicos em São Paulo

O padre Paulo Adolfo Simões, secretário-executivo do Cefep (Centro Nacional Fé e Política), afirmou, durante encontro de Lula (PT) com lideranças católicas, em São Paulo, nesta segunda-feira (17), que o retorno do petista para o Planalto caso ele vença o segundo turno das eleições, no dia 30, “será a vitória da democracia, dos pobres”.

“Queremos dizer que estamos na luta pela sua vitória no dia 30 de outubro porque entendemos que esta será a vitória do povo brasileiro, da democracia, dos pobres deste país. Aqui somos muitos, mas também muitos padres e religiosas de todo o Brasil estão espalhados por aí e gostariam de estar aqui hoje e nós os representamos”, afirmou Simões. Ele atua na Diocese de Pouso Alegre (MG).

Segundo a campanha de Lula, mas de 200 lideranças religiosas participam do evento, que conta também com a presença de Fernando Haddad (PT), que disputa o segundo turno das eleições contra Tarcísio de Freitas (Republicanos), ex-ministro da Infraestrutura de Bolsonaro.

Desde o começo do segundo turno, o ex-presidente Lula tem tentado se aproximar de religiões mais conservadoras, visto que esse eleitorado tem dado um apoio massivo para o presidente Jair Bolsonaro (PL) em sua cruzada pela reeleição.

Recentemente, Lula também lançou uma carta aberta aos evangélicos, na qual afirma ser contra o aborto. Ele também fez inserções em sua campanha na televisão sobre o mesmo tema e com o mesmo foco.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM