fbpx
PUBLICIDADE

Internações por covid-19 caem, mas Estado deve manter restrições da fase vermelha

João Gabbardo
Foto: Governo do Estado de São Paulo
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Em entrevista ao Bom Dia São Paulo, o médico João Gabbardo afirmou que os números ainda não são otimistas

O número de internações por covid-19 no Estado de São Paulo apresentou queda durante o feriado. 1.041 pacientes foram liberados somente no domingo de Páscoa, mas 29.962 pacientes continuam hospitalizados, número que, segundo João Gabbardo, coordenador-executivo do Centro de Contingência do Coronavírus de São Paulo, ainda torna inviável uma maior flexibilização da quarentena.

“Isso vai ser decidido durante essa semana pelo comitê, mas a tendência é que nós não tenhamos muitas condições para flexibilização. Os números não são números que nos deem algum otimismo em relação à possibilidade de flexibilizar ou sair da fase vermelha”, disse Gabbardo em entrevista ao Bom Dia São Paulo, nesta segunda-feira (5).

Neste momento, todo o Estado está na fase emergencial do Plano São Paulo. Caso ocorra uma melhora, tudo indica que as cidades paulistas continuarão na fase vermelha.

A fase vermelha deve voltar a permitir a retomada de aulas presenciais, tanto na Capital quanto em Guarulhos, já que existem decretos com esta determinação de ambas as Prefeituras.

Com a liberação de cultos e missas religiosas pelo ministro Kassio Nunes Marques, do STF (Supremo Tribunal Federal), igrejas de Guarulhos retomaram celebrações presenciais, o que deve ser mantido em uma eventual fase vermelha.

No entanto, restrições a bares e restaurantes continuam severas. Até mesmo mercados, em Guarulhos, devem ter apenas uma pessoa da família por compra.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM