fbpx
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Inquérito de Flávio Bolsonaro contra William Bonner e Renata Vasconcellos é arquivado

Foto: Divulgação/TV Globo
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Confira os bastidores da televisão brasileira com Tony Auad

Tony Auad
Tony Auad (Foto: Divulgação)

Hoje inicio a minha coluna comentando o habeas corpus que a juíza Maria Tereza Donatti do 4º Juizado Especial Criminal determinou aos profissionais do jornalismo da Globo.

William Bonner e Renata Vasconcellos, âncoras do Jornal Nacional, são os beneficiados no processo que o senador Flávio Bolsonaro move contra eles.

Na decisão favorável aos jornalistas da Globo o senador ainda recebeu uma bronca da juíza que afirmou que esse inquérito policial nem deveria ser aberto.

O PROCESSO

No início de dezembro do ano passado o senador Flávio Bolsonaro, registrou uma queixa na DRCI (Delegacia de Repressão aos Crimes de Informáticas) para impedir que o Jornal Nacional desse notícias do seu processo.

Porém, houve uma desobediência judicial de William Bonner e Renata Vasconcellos porque continuaram noticiando o esquema de divisão financeira quando Flávio Bolsonaro era deputado.

O ESQUEMA

Acontecia na Alerj (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro) e por não acatarem a ordem judicial Bonner e Renata foram processados

Os âncoras do telejornal da Globo chegaram a ser intimados pela Polícia Civil do Rio de Janeiro para prestarem depoimentos, mas a defesa da emissora, no entanto, conseguiu uma liminar para evitar que os dois jornalistas fossem à delegacia.

A Globo através do seu departamento jurídico entrou com o habeas corpus no 4º Jecrim (Juizado Especial Criminal) para encerrar o inquérito  e a justiça atendeu o pedido. 

Frase Final:  A vitória de cada dia só depende dos nossos esforços.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM