PUBLICIDADE

Anterior
Próximo

PUBLICIDADE

Anterior
Próximo

“Infelizmente, muitos vão morrer”, diz Bolsonaro

Foto: Marcos Corrêa/PR
Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

PUBLICIDADE

O presidente da República, Jair Bolsonaro, reiterou na tarde desta quinta-feira, 26, que o comércio deve ser reaberto para que não cresça o desemprego no Brasil, no Palácio do Planalto. Ele acusou novamente governadores e prefeitos de tomarem medidas irresponsáveis. Sobre o coronavírus, que matou mais de 18 mil pessoas no mundo, ele disse que “infelizmente, muitos vão morrer”.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Bolsonaro reiterou que há histeria e pânico criados pelos órgãos de imprensa. Ele disse que já está provado que não vão morrer milhares, apesar de essa marca ter sido atingida por China, Itália e Espanha.

“Ninguém mais faz turismo. Olha que desgraça. Não existe mais diarista, manicure, barbeiro, uber”, reclamou.

Segundo o presidente, é preciso implantar o isolamento vertical, ou seja, apenas as pessoas dos grupos de risco deixarem de sair de casa. Entretanto, ele minimizou o fato de o covid-19 atingir com maior letalidade os idosos.

“São pessoas com mais de 80 anos. Uma hora a vida acaba.”

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
VEJA TAMBÉM

PUBLICIDADE