fbpx
PUBLICIDADE

“Impacto de flexibilização só deve ser sentido em três semanas”, diz secretário

Foto: Reprodução/Facebook
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Em entrevista ao programa Radar de Notícias, secretário de Saúde disse que flexibilização foi inevitável com reabertura do comércio na Capital

Em entrevista ao programa Radar de Notícias, nesta quarta-feira, 17, o secretário de Saúde José Mario informou que os impactos e reflexos da flexibilização, como aumento ou estabilização dos casos de covid-19 na cidade de Guarulhos, só devem ser sentidos em três semanas.

“O que nós vamos ver em relação a flexibilização não vai ser agora, vai ser daqui a três semanas, quatro semanas”, disse o secretário.

De acordo com Zé Mario, não faria sentido manter os comércios abertos com a reabertura da Capital, já que muitos guarulhenses visitariam a cidade vizinha para fazer compras e poderiam aumentar a taxa de contaminação na cidade mesmo sem a flexibilização da quarentena.

“Por outro lado também nós temos que ter um momento de reabrir a economia. Porque a sociedade é mais ou menos como uma pássaro de duas asas. Uma asa é a saúde e a outra asa é a economia. Quaisquer uma destas asas quebradas o pássaro não voa”, disse o secretário.

De acordo com o secretário, é preciso observar critérios como taxa de ocupação de leitos de Unidade Terapia Intensiva (UTI), atualmente abaixo de 75%, e o medido de cumprimento de normas de higiene e proteção por parte dos lojistas e dos comerciantes.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM