PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Haitianos reconstroem suas histórias em hotel em Guarulhos, após terremoto de 2010

Foto: Divulgação
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

Terremoto devastou país da América Central e matou mais de 200 mil haitianos

País mais pobre da América Latina, o Haiti já tinha problemas demais até que, há 11 anos, um terremoto devastou a ilha e matou mais de 200 mil pessoas. Para superar a fome, várias famílias passaram a comer “biscoitos de barro”. Diante de tanta miséria, muitos haitianos resolveram migrar para o Brasil para buscar melhores condições de vida. Em Guarulhos, no Hotel Marriott, no Parque Cecap, há alguns deles que conseguiram novas trajetórias em suas vidas.


Jean Louis Mary Ernest foi admitido em 2014 como garçom e hoje é recepcionista pleno. “Eu não tinha esperança como jovem que estava estudando para ficar no meu país. Morei na República Dominicana por três anos e depois escolhi o Brasil. Cheguei aqui em 2013 sem conhecer ninguém. Passei por várias empresas antes de entrar na rede Marriott em dezembro 2014, desde então a minha vida começou a crescer “.

Já Will Floriza Mackendzy Jean Philippe é arrumador no hotel. Ele veio para o Brasil em 2016. “Logo consegui fazer uns bicos e depois fui chamado para trabalhar no hotel. Sou grato a Deus e as oportunidades que me foram dadas nesse país”. 

Paul Wecner Salvador também é arrumador no Marriott, mas desde 2018. Ele passou pela Argentina e um amigo que morava no Brasil o ajudou. Depois de trabalhar em uma obra, ficou sete meses sem emprego, com a esposa e um bebê. “Um amigo pegou meu currículo e achou uma vaga no Marriott”, disse.

A vida de Georginior Louis é mais uma que melhorou desde que ele passou a trabalhar como garçom no hotel. Ele chegou ao Brasil em 2016 e disse que ficou admirado com o hotel quando deixou o aeroporto. “No dia em que eu pisei em São Paulo vi esse hotel na saída do aeroporto, eu sonhei em trabalhar nele e no ano de 2019, consegui um emprego no hotel. Fui muito bem recebido e tive bastante suporte, estou me sentindo bem e muito feliz por trabalhar aqui”. 

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
COMENTÁRIOS
VEJA TAMBÉM