fbpx
PUBLICIDADE

Guti diz que Doria usa “números manipulados” do coronavírus em Guarulhos

Foto: Reprodução/Facebook
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Prefeito reclama que Estado prioriza a capital na flexibilização da quarentena

O prefeito de Guarulhos, Guti (PSD), criticou o Plano São Paulo, da gestão do governador João Doria (PSDB), que autoriza a reabertura de bares e restaurantes na capital paulista, em detrimento a Guarulhos. “Números manipulados”, comentou, em live nas redes sociais na noite desta sexta-feira (26).

Doria anunciou hoje que a região do Alto Tietê, que inclui Guarulhos, se mantém na fase laranja, que libera os comércios não essenciais em horários reduzidos, mas segue a proibição de funcionamento de bares, restaurantes, academias e eventos públicos.

Segundo o Centro de Contingência do Coronavírus em São Paulo, o Alto Tietê teve crescimento de 1,38% das mortes na última semana, em relação à semana anterior. Esse índice, superior a 1%, barrou o avanço dos municípios para a fase amarela.

Os dados da covid-19 estaduais e municipais são bem distintos em Guarulhos. A Prefeitura informa 7.629 infectados e 558 óbitos. Já o Estado aponta 5.932 casos confirmados e 656 vítimas fatais na cidade.

De acordo com o levantamento da Prefeitura, Guarulhos possui uma taxa de mortalidade pelo coronavírus inferior à capital paulista. Nas redes sociais, os petistas enaltecem os índices do Estado, que são mais prejudiciais à cidade. “É o PT aliado ao PSDB para prejudicar a cidade de Guarulhos. Rivais históricos se unem porque não fizeram a lição de casa”, reclamou.

Guti informou que vai cobrar o Estado, oficialmente, junto a outros prefeitos do Alto Tietê para o avanço dos municípios para a fase amarela. Ele não descarta ingressar com ação judicial para garantir a reabertura de bares e restaurantes, caso a taxa de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) disponíveis não tenha redução drástica.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM