PUBLICIDADE

Anterior
Próximo

PUBLICIDADE

Anterior
Próximo

Guarulhenses relatam demora e problemas para acesso ao auxílio emergencial

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

PUBLICIDADE

Mais de 73 mil militares receberam o benefício de forma indevida

Embora tenha sido anunciado como uma forma de ajudar trabalhadores, pais e mães de família durante o período de pandemia, muitos guarulhenses têm relatado problemas ou uma demora excessiva na análise para receber o auxílio emergencial de R$ 600 do governo federal.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

A guarulhense Marluci Resende Santos conta que fez o cadastro no primeiro dia, mas que a resposta sobre seu benefício foi negativa, com base em dados divergentes, entre elas a informação de que era chefe de família, a qual ela diz nunca ter informado.

Desempregada, Marluci mora com o marido, três filhas e um neto, e contou que na primeira vez cadastrou todos os cpfs no pedido de auxílio. Na segunda tentativa só conseguiu informar o dela. Ela teve novamente a informação de que os dados foram inconclusivos, refez a solicitação e esta novamente em análise.

“É muito triste porque teve muita gente que recebeu que nem precisava e nem se encaixava no perfil. Eu preenchi todos os dados corretamente e ainda assim não há nem previsão de quando eu poderei receber o benefício ou se ele será aprovado”, desabafou Marluci.

A fala de Marluci tem base em publicações recentes que informaram que mais de 73 mil militares receberam o benefício indevidamente. Decisão do Tribunal de Contas, inclusive, pede a devolução destes valores.

Amiga de Marluci, Lauriceia Silva Marques vive uma situação parecida. Fez o primeiro cadastro com a informação de todos os familiares. Teve o pedido negado e fez novo cadastro, novamente com resposta negativa. Pela terceira vez ela também aguarda uma resposta sobre a análise de seu benefício.

A reportagem questionou o Ministério da Cidadania sobre o tema, que não avaliou os casos citados pela reportagem e se ateve a encaminhar um tutorial para solicitação do benefício.

“Todas as solicitações em análise estão passando pelos filtros de checagem para evitar o pagamento do auxílio emergencial àqueles que não têm direito de receber. Essa medida é fundamental para garantir a transparência e a correção no destino dos recursos públicos para que cheguem aos que cumprem os critérios da legislação”, disse o órgão.

“O Ministério da Cidadania produziu um tutorial que traz todas as orientações de como solicitar o benefício. O documento está disponível no site da pasta, no endereço https://www.gov.br/cidadania/pt-br/servicos/auxilio-emergencial”, concluiu.

Enquanto isso Marluci e Lauriceia seguem sem saber se haverá ou não o recebimento de tal benefício.

Vale ressaltar ainda que, nesta semana, um homem foi preso em Guarulhos com mais de 30 cartões e quase R$ 14 mil sacados de fraudes no auxílio emergencial.

Em Guarulhos, pelo menos 15 mil pessoas ficaram desempregadas entre março e abril, período da quarentena na cidade, que deve ser prorrogada até o final de junho.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
VEJA TAMBÉM

PUBLICIDADE