fbpx
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

GCM detém três pessoas por boca de urna e efetua 536 rondas no domingo de eleição

Foto: Divulgação
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

A guarda civil monitorou 69 escolas municipais que serviram como locais de votação

Mais de cem agentes da GCM (Guarda Civil Municipal) de Guarulhos realizaram 536 rondas para garantir a segurança do processo eleitoral durante o 1º turno das eleições deste domingo (2). Houve ainda 51 escoltas de veículos que transportaram os resultados das urnas até os locais de apuração.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública de Guarulhos, a fiscalização resultou na prisão de três pessoas flagradas fazendo boca de urna quando jogavam santinhos e panfletos de um candidato no chão de uma via no Jardim Presidente Dutra.

Em apenas cinco horas do período de votação as equipes de varrição da Prefeitura realizaram a limpeza de 50 mil litros de papéis de candidatos, o equivalente a quatro caminhões cheios.

A GCM monitorou 69 escolas municipais que serviram como locais de votação e atendeu 14 solicitações de apoio a mesários e averiguação para boca de urna. Nas unidades estaduais e particulares a fiscalização foi executada pela Polícia Militar.

Em suas redes sociais, o prefeito Guti elogiou o preparo dos órgãos no enfrentamento a abusos e crimes eleitorais, que foi possibilitado pelas tecnologias de monitoramento ao vivo do Centro de Comando e Controle da GCM, que atuou em conjunto com a Polícia Militar, a Polícia Civil, o Ministério Público e a Justiça Eleitoral. Ao todo, mais de mil agentes integrados compuseram a força-tarefa.

Guti repudiou a poluição decorrente da distribuição de material político desde a madrugada do domingo, que é considerada crime previsto em lei desde 1997.

“As ruas ficaram totalmente tomadas por papéis de candidatos. Se a pessoa não respeita a cidade e a limpeza do município não merece ser votada”, afirmou.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM