fbpx
PUBLICIDADE

Flávio Bolsonaro retira advogado Wassef de sua defesa

Foto: Reprodução/Twitter
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Ex-assessor de Flávio na Alerj, Fabrício Queiroz foi preso na casa do advogado.

O senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) publicou em seu perfil no Twitter, neste domingo, 21, que o advogado Frederick Wassef não é mais seu advogado de defesa.

A decisão ocorre quase quatro dias após a prisão de Fabrício Queiroz, preso na quinta-feira, 18, encontrado pela Polícia Civil em uma casa do advogado, em Atibaia, interior de São Paulo.

Na publicação, Flávio afirma que a “lealdade e a competência do advogado Frederick Wassef são ímpares e insubstituíveis”, mas que por decisão do próprio advogado, “acreditando que está sendo usado para prejudicar a mim e ao Presidente Bolsonaro, deixa a causa mesmo ciente de que nada fez de errado”.

O advogado ainda não explicou porque Wassef estava em sua casa. Em uma live, o presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido) afirmou que Queiroz estava em Atibaia por conta da proximidade com um hospital do município, o que foi negado pelo hospital em nota.

Queiroz é acusado de integrar um esquema de rachadinha, quando um político ou um representante recolhe parte do salário de outro servidor comissionado. O crime teria acontecido quando Queiroz era assessor de Flávio Bolsonaro em sua gestão como deputado estadual na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj).

A prisão de Queiroz foi autorizada porque mesmo isolado ele mantinha poder para obstruir a investigação. Há suspeita de que ele seja um líder de milicianos.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM