fbpx
PUBLICIDADE

Fernando Diniz é o novo técnico da Seleção Brasileira

Fernando Diniz, técnico da Seleção Brasileira
Foto: Rodrigo Ferreira/CBF
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Treinador conciliará comando do Brasil com o Fluminense

Escolhido para dirigir a Seleção Brasileira, o técnico Fernando Diniz foi apresentado oficialmente pela CBF (Confederação Brasileira de Futebol) na tarde desta quarta-feira (5), na sede da entidade, no Rio de Janeiro.

A estreia de Diniz, à beira do campo, está prevista para setembro, nos dois compromissos iniciais da Seleção pelas Eliminatórias do Mundial de 2026: nos dias 4 e 12, respectivamente, contra Bolívia, em local a definir, e Peru, em Lima. Em agosto, o técnico vai anunciar a sua primeira lista de convocados. Neste período, ele continuará trabalhando no Fluminense.

“Quero dizer que a escolha do Fernando Diniz para técnico da Seleção Brasileira masculina é baseada numa carreira de um dos treinadores que mais admiro, pelo estilo de jogo, pela maneira que enxerga o futebol e pelo que também ouvi dos jogadores de futebol, que manifestaram por ele respeito e admiração. E também pelo seu caráter e pela sua ética como profissional”, afirmou o presidente da CBF.

Ednaldo Rodrigues agradeceu o presidente do Fluminense, Mario Bittencourt, pela liberação do treinador.

O novo técnico da Seleção, que deve comandar a equipe por um ano, disse que não irá submeter as listas de convocação ao próximo treinador, Carlo Ancelotti, que permanece no Real Madrid.

“Queria dizer que é uma mistura de alegria e honra poder estar aqui. Ser escolhido e convocado para esta missão de treinar a seleção brasileira. É um sonho que se realiza. Eu pretendo, como fiz em todos os lugares, servir bem o futebol na Seleção Brasileira”, disse Diniz.

Biografia

Fernando Diniz é psicólogo, tem 49 anos e nasceu na cidade de Patos de Minas (MG). Começou a carreira no futebol como jogador do Juventus-SP. Meio-campista, passou por vários clubes de ponta, como Palmeiras, Corinthians, Flamengo, Fluminense, Cruzeiro e Santos.

Foi campeão paulista pelo Palmeiras, em 1996, e Corinthians, em 1997. Ganhou o Carioca em 2002, pelo Fluminense, e o Mineiro, treinando o Cruzeiro, em 2004.

Sua trajetória como treinador teve início em 2009, quando comandou o Votoraty-SP, conquistando logo no primeiro ano os títulos da Série A3 do Estadual e da Copa Paulista. Depois, dirigiu, vários clubes, como Botafogo-SP, Atlético Sorocaba, Audax, Paraná, Oeste e Guarani.

Em janeiro de 2018, teve a oportunidade de treinar o Athletico-PR, de onde migrou para Fluminense, São Paulo, Santos, Vasco e, de novo, Fluminense. Neste ano, conquistou pelo Tricolor carioca os títulos da Taça Guanabara e do Estadual.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM