PUBLICIDADE

Error: Embedded data could not be displayed.

Estudo aponta que Coronavac tem eficácia de 62,3% com intervalo acima de 21 dias

Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Foto: Divulgação/Agência Saúde DF

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Error: Embedded data could not be displayed.

Em janeiro, Anvisa apontou que a eficácia do imunizante era de 50,38%

A Coronavac, vacina contra a covid-19, tem eficácia de 62,3% com um intervalo maior que 21 dias entre as duas doses. É o que mostra estudo feito pelos cientistas do Instituto Butantan divulgado neste domingo (11). O Butantan produz a vacina em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac. 

O estudo “Efficacy and Safety of a COVID-19 Inactivated Vaccine in Healthcare Professionals in Brazil: The PROFISCOV Study” divulgado na revista cientifica “The Lancet” aponta que a eficácia da Coronavac pode chegar a 63,2% com um intervalo de 28 dias para aplicação das duas doses. 

Nos casos leves, a vacina atingiu 50,7% – diante 50,38% informado inicialmente, em janeiro, pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) – e em casos moderados ficou entre 83,7% e 100%. Além disso, apresentou cobertura das variantes da covid-19. Ainda segundo o estudo, a eficácia mínima da Coronavac aparece na segunda semana depois da primeira dose. 

“Outro fator interessante foi a proteção a partir da primeira dose, mas isso não quer dizer que pode tomar só uma. Continua sendo uma vacina de duas doses”, escreveu a doutora em microbiologia e fundadora do Instituto Questão de Ciência, Natalia Pasternak.

E reforçou: “Em suma, uma boa vacina, com boa cobertura para as variantes, e que pode ficar mais eficaz com intervalo de 28 dias entre doses”, disse  na rede social após a publicação do estudo.

PUBLICIDADE

Previous
Next

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Error: Embedded data could not be displayed.
COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
COMENTÁRIOS
VEJA TAMBÉM
Error: Embedded data could not be displayed.