fbpx
PUBLICIDADE

Entregadores protestam no Shopping Maia por prioridade na vacina e reajuste de preços

Protesto Entregadores
Foto: GRU Diário
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Categoria que trabalha por meio de aplicativos realiza o protesto em diversos pontos do País

Motoqueiros que trabalham como entregadores em aplicativos realizaram uma manifestação e bloqueiam a entrada do Shopping Maia, no Jardim Flor da Montanha, nesta sexta-feira (23), em adesão ao protesto nacional da categoria pela prioridade na vacinação e por maior remuneração pelas empresas que prestam serviço.

No Shopping Maia, apenas uma faixa ainda é tomada pelos motoqueiros, que chegaram a fazer uma espécie de carreata no local.

Agente da STMU (Secretaria de Transportes e Mobilidade Urbana) estão no local para monitorar a situação e dar fluxo ao tráfego de veículos.

De acordo com reportagem do portal R7, o ato é combinado pelo movimento Entregadores Unidos, que estima contar com a adesão de mais de 10 mil trabalhadores.

Há ainda uma insatisfação da categoria com os aplicativos pelo banimento de trabalhadores acusados pelos clientes de não entregarem as encomendas apenas para não pagar pelo serviço, sem dar chance para o motoboy se defender.

Ao R7, a única empresa que se manifestou foi a iFood, que afirmou que garantiu um reajuste na taxa de entrega (de $5,31, que será revisado de forma periódica) e desenvolveu um código de validação de entregas, disponível em quatro capitais brasileiras e cidades do ABC Paulista.

Sobre a vacinação, a empresa afirmou ter doado R$ 5 milhões para as obras da nova fábrica de vacinas e insumos contra covid-19 do Instituto Butantan e manter diálogos com diversos atores sobre a importância da inclusão de entregadores de delivery em um próximo grupo prioritário de vacinados.

O Governo do Estado de São Paulo também respondeu ao portal da Record, afirmado que é crucial para continuidade da campanha e expansão dos públicos-alvos e que a inclusão de novos públicos segue os critérios técnicos definidos pelo PNI (Programa Nacional de Imunizações).

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM