fbpx
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

El Niño: onda de calor e outros efeitos do fenômeno devem durar até abril de 2024

Foto: Freepik
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

A previsão foi feita pela ONU nesta quarta-feira (8)

O ano de 2024 pode ser ano mais quente que o atual. O fenômeno El Niño deve durar pelo menos até abril do ano que vem e, com isso, eventos climáticos como ondas de calor, inundações e secas podem ser mais graves. Foi o que informou a ONU nesta quarta-feira (8).  El Niño: onda de calor e outros efeitos do fenômeno devem durar até abril de 2024El Niño: onda de calor e outros efeitos do fenômeno devem durar até abril de 2024

O El Niño é o aquecimento da parte leste da superfície do oceano Pacífico, próximo à costa da América do Sul.

De acordo com a Organização Meteorológica Mundial, parte da ONU, o fenômeno se desenvolveu rapidamente durante julho e agosto e deve atingir o pico entre novembro e janeiro de 2024.

O professor de Meteorologia da USP, Ricardo de Camargo, explica que o fenômeno impacta as chuvas no Brasil – aumenta no Sul e reduz no Norte e Nordeste.

O climatologista chefe do departamento de Geografia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Francisco Aquino, alerta para a relação entre o El Niño com as mudanças climáticas causadas pelo homem.

Segundo a ONU, as previsões mais recentes e a avaliação de especialistas sugerem alta chance do aquecimento contínuo no oceano Pacífico pelo menos até abril de 2024.

(com informações da Agência Brasil)

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM