Doria divide Grande SP, mas mantém reabertura só na capital paulista

Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Foto: Governo do Estado de São Paulo

Guti entra em rota de colisão com o Estado e quer flexibilizar quarentena em Guarulhos

O Governo do Estado anunciou nesta sexta-feira (29) a divisão da Grande São Paulo em cinco regiões (Alto Tietê – onde está Guarulhos -, Franco da Rocha, Grande ABC, Mananciais e Rota dos Bandeirantes). Apesar disso, manteve os municípios na faixa vermelha da quarentena, com o fechamento dos comércios não essenciais. A capital paulista é a única da região que poderá reabrir os comércios.

A divulgação frustra os prefeitos do Alto Tietê, que esperavam a reconsideração da medida, para que os comércios também fossem flexibilizados nas demais cidades. “Temos a certeza de que a nossa região atende aos critérios e, de forma consciente, pode sim avançar para a fase dois já na próxima semana, sem riscos para a saúde da população”, afirmou o prefeito de Guararema, Adriano Leite, presidente do Condemat (Consórcio dos Municípios do Alto Tietê).

O prefeito de Guarulhos, Guti (PSD), fez várias críticas à gestão Doria, ontem, em live no Facebook. Ele entende que a capital é o coração da região metropolitana e a sua reabertura, em detrimento aos municípios vizinhos, é injusta, pode ocasionar mais casos de covid-19 e prejudicar os comerciantes guarulhenses.

Hoje, Guti vai anunciar um plano de reabertura. A expectativa é que, com a contratação de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) da rede privada, seja possível reabrir os comércios, mesmo com a discordância de Doria.

Em coletiva de imprensa, no Palácio dos Bandeirantes, hoje (29), o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou que não vai ceder às pressões dos prefeitos e do setor privado.

Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram

Comentários...

Veja também...

- PUBLICIDADE -