PUBLICIDADE

Anterior
Próximo

PUBLICIDADE

Anterior
Próximo

Detran.SP autua desmanche clandestino e agência de carros usada para lavagem de dinheiro em Guarulhos

Foto: Detran.SP
Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

PUBLICIDADE

Estabelecimentos comercializavam produtos sem nota fiscal e sem cadastro e foram interditados após blitz integrada com a Polícia Civil

O Detran.SP autuou um desmanche clandestino que comercializava irregularmente peças de caminhões e uma agência de carros de luxo, investigada por lavagem de dinheiro, ambas em Guarulhos. A operação Ouroboros foi coordenada pela Polícia Civil e contou com a participação da Secretaria da Fazenda, Guardas Civis Municipais e equipes do departamento de trânsito.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

A investigação teve início há cerca de seis meses, a partir de um flagrante que fechou dois desmanches clandestinos de caminhões em Ribeirão Pires e Suzano. No segundo galpão foram apreendidos documentos que, após analisados, constataram pertencer a uma organização criminosa que atuava em outras cidades da Grande São Paulo.

A operação cumpriu mandados de busca e apreensão nas cidades de Mogi das Cruzes, Itaquaquecetuba, Suzano, Ferraz de Vasconcelos, Osasco, Guarulhos e Diadema e nas zonas leste e norte da Capital.

Fiscais do departamento de trânsito procederam vistorias administrativas e milhares de peças irregulares foram apreendidas. Foi interditado um desmanche em Guarulhos e outro na capital paulista. Os estabelecimentos não tinham autorização do departamento para vender peças usadas e comercializavam produtos sem nota fiscal e peças sem cadastro no departamento, como exige a lei estadual.

“O importante neste tipo de fiscalização é verificar se os procedimentos estão sendo cumpridos à risca, evitando assim que o cidadão saia lesado”, afirma Neto Mascellani, diretor-presidente do Detran.SP.

Durante o cumprimento dos mandados, ainda foram apreendidos celulares e mais de R$ 329,5 mil. Houve o bloqueio de bens e valores no montante de total de mais de R$ 353,6 milhões. A Fazenda Estadual ainda atuou em conjunto com o Detran na fiscalização de uma agência que comercializa veículos de luxo, investigada por lavagem de dinheiro, em Guarulhos. No local, foi apreendido um computador que foi encaminhado à perícia.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
VEJA TAMBÉM

PUBLICIDADE