PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

CPTM assina contrato para extensão de trem do aeroporto até a Barra Funda

TREM com bagageiro
Foto: divulgação/Governo do Estado
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

Obras podem durar três anos e foram contratadas pelo valor de R$ 158 milhões

A CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) assinou o contrato para as obras de extensão da Linha 13-Jade, que começa no Aeroporto Internacional de Guarulhos, em Cumbica, e que agora deverá chegar até a Barra Funda.

Atualmente, além das estações Aeroporto e Cecap, a linha também chega a Estação Engenheiro Goulart, na Zona Leste, e possui conexões com Luz e Brás, na região central da Capital.

O consórcio contratado pelo valor de R$ 158 milhões foi o Telar – Gros – Sprail. Ele terá 36 meses para realizar a elaboração de projeto executivo, fornecimento e implantação dos sistemas. A homologação do contrato consta no Diário Oficial do Estado de São Paulo de terça-feira (10).

“Isso significa que serão dadas todas as condições para que a Linha 13-Jade, fundamental para a ligação entre o centro da capital paulista e o Aeroporto Internacional de Guarulhos, chegue à zona oeste de São Paulo, criando novas opções de mobilidade”, afirmou Pedro Moro, presidente da CPTM.

Contrato Linha 13
Foto: reprodução

De acordo com a CPTM, as primeiras ações do trabalho serão as instalações dos canteiros de obras, análise do plano de trabalho e questões trabalhistas.

Vale ressaltar que o secretário de Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, afirmou em evento recente na ACSP que o trajeto do trem em Guarulhos ainda deve ser estendido até Bonsucesso. A própria CPTM já disse que o estudo deste projeto está em revisão.

“O projeto funcional de extensão da Linha 13-Jade até Bonsucesso está sendo revisto pelas equipes técnicas e a CPTM estuda a forma de contratação dos estudos ambientais, de território e projetos necessários para o empreendimento. Após esses estudos e projetos concluídos, serão levantados os investimentos necessários para desapropriações, compensações ambientais e execução das obras. A extensão prevê implantação de novas estações, pátio para trens e oficinas de manutenção específicas para a Linha 13”, diz nota emitida pela CPTM.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
COMENTÁRIOS
VEJA TAMBÉM

PUBLICIDADE